Voluntários cristãos levam alimentos para comunidades pobres do sertão de Minas

Jovens do 'Love Movimento' realizaram ações de lazer e levaram peças de roupas, kits escolares e de higiene bucal. Além disso, enviaram material de construção para erguer uma casa em uma das localidades.

fonte: Guiame, com informações da Rede Super

Atualizado: Quinta-feira, 18 Agosto de 2016 as 9:39

A Aldeia de Coqueiros, a situação é de carência extrema e as famílias vivem de doações. (Foto: Talita Ramos).
A Aldeia de Coqueiros, a situação é de carência extrema e as famílias vivem de doações. (Foto: Talita Ramos).

Jovens cristãos de várias igrejas de Belo Horizonte se reuniram para levar alimento, amor e lazer para os moradores do sertão de Minas Gerais. Os voluntários do projeto “Love Movimento” dedicaram o último fim de semana para realizar a ação beneficente nas aldeias de Ribanceira e Coqueiros, distritos do município de São Romão.

O grupo levou consigo um caminhão recheado de cestas básicas, kits escolares e peças de roupas. Além disso, eles realizaram brincadeiras nas ruas das comunidades e levaram materiais de construção para erguer uma moradia para uma família que mora na região. Este é o quinto ano que o movimento realiza a ação no sertão de Minas.

Com o objetivo de fazer uma pesquisa local, mais de 100 famílias receberam a visita dos voluntários, em Ribanceira. Eles levantaram informações sobre a situação da comunidade e as principais deficiências consideradas pelos moradores. A pesquisa feita pela equipe mostrou que, para 100% dos entrevistados, a principal necessidade da região seria um posto de saúde.

“Quando a gente passa mal, precisa pedir ambulância em São Romão, mas nem sempre vem. Aí a gente tem que pagar 60 reais pra um carro levar, mas nem sempre a gente tem dinheiro”, relatou uma moradora. Outra deficiência levantada pela comunidade foi a falta de empregos.

Já na Aldeia de Coqueiros, a situação é de carência extrema e as famílias vivem de doações. Além do lazer e dos alimentos, a equipe levou kits de escovação para as crianças. Por meio de brincadeiras educativas, os voluntários ensinaram para a comunidade a maneira correta de escovar os dentes.

Joyce Melgaço é uma das integrantes do Love Movimento. Ela explica que a saúde bucal das crianças é praticamente zero. “As crianças não têm muitos dentes, por já terem caído por falta de escovação, e os que ainda restam estão podres. Então, foi mesmo um estado de emergência”, pontuou.

De acordo com os moradores, nas duas comunidades a água e a energia elétrica são cedidas pelas únicas escolas existentes em cada distrito.

O engenheiro Raphael Oliveira, idealizador do movimento, explicou que em muitas casas, as famílias se alimentam apenas de manhã e à noite, por não terem o que comer. Ele contou que, em visita a uma família que vive em uma região isolada próxima a Coqueiros, encontrou uma criança que não se alimentava há dois dias.

“Eu conheci o Jeferson, uma criança que não tem o que comer. Pensei: como vou voltar pra casa sabendo que ele passa fome?”, disse. “Depois de começar essas ações, eu nunca mais dormi do mesmo jeito. É impossível”.

veja também