0,0% dos jovens islandeses acreditam que Deus criou o mundo, aponta pesquisa

De acordo com o levantamento, nenhum jovem do país aceita a história bíblica da criação.

fonte: Guiame, com informações de Iceland Magazine

Atualizado: Sexta-feira, 12 Fevereiro de 2016 as 10:06

Cada vez menos pessoas se identificam como cristãos na Islândia. (Foto: GVA)
Cada vez menos pessoas se identificam como cristãos na Islândia. (Foto: GVA)

Cada vez menos pessoas se identificam como cristãos na Islândia, de acordo com uma pesquisa encomendada pela organização de ateus Icelandic Ethical Humanist Association (Associação Islandesa Humanista e Ética).

De acordo com o levantamento, nenhum jovem do país aceita a história bíblica da criação. Cerca de 93,9% dos islandeses com menos de 25 anos acreditam que o mundo foi criado a partir do Big Bang, 6,1% pensam que o mundo surgiu de outra forma e 0,0% acreditam que a Terra foi criada por Deus.

A pesquisa, que foi conduzida pelo Instituto Maskína, constatou que 46,4% dos islandeses se identificam como religiosos. No entanto, as pessoas mais jovens e os habitantes de Reykjavík, capital do país, são menos religiosos.

Segundo os dados, 80,6% das pessoas com idade superior a 55 anos se identificam como cristão e apenas 11,8% disseram que são ateus. Ao mesmo tempo, 40,5% dos jovens com 25 anos ou menos disseram ser ateus, enquanto 42% se identificam como cristãos.

No entanto, algumas críticas foram feitas a essa pesquisa. Um usuário da rede social Reddit afirmou que o levantamento é enganosa, já que o questionário era confuso. A pergunta dizia: “Como você acha que o universo surgiu?”, e as respostas possíveis eram “O universo surgiu no Big Bang”, “Deus criou o universo”, “Não sei” e “Outro”.

“Muitas pessoas acreditam que Deus é a causa do Big Bang, e os comentários na seção ‘Outros” são esmagadoramente sobre algo nesse sentido, por exemplo, ‘Deus criou o mundo no Big Bang’”, acrescentou o usuário, de acordo com o jornal britânico The Independent.

Igreja e Estado

A pesquisa também revelou um número crescente de islandeses que apoiam a separação total entre a Igreja e o Estado. Dentre aqueles que expressaram uma opinião sobre o assunto, 72% apoiaram a separação total entre Igreja e Estado e 28% se opõem a essa separação.

Atualmente, a Constituição islandesa estipula que a igreja oficial da Islândia é a Igreja Evangélica Luterana.

veja também