32% dos pastores tradicionais consideram o islamismo uma religião 'espiritualmente boa'

O islamismo é considerado uma religião má para 59% dos pentecostais, enquanto 51% dos tradicionais encaram a fé muçulmana como pacífica, amorosa e misericordiosa.

fonte: Guiame, com informações de Christian Today

Atualizado: Sexta-feira, 23 Outubro de 2015 as 3:10

Parte dos pastores tradicionais consideram o islamismo uma religião 'espiritualmente boa'. (Foto: Resumo Escolar)
Parte dos pastores tradicionais consideram o islamismo uma religião 'espiritualmente boa'. (Foto: Resumo Escolar)
Enquanto o islamismo é visto por pastores pentecostais americanos como uma fé violenta e perigosa, um considerável número de pastores tradicionais associam a religião à paz, amor e compaixão, de acordo com uma pesquisa feita pela LifeWay Research.

Em termos gerais, o islamismo é considerado perigoso por 52% dos pastores e espiritualmente mal para 46%. No entanto, houve um aumento do número de líderes que consideram a religião positiva: 50% dos pastores afirmam que o islã promove a caridade e 32% o consideram espiritualmente bom.

A maior diferença de opinião acontece entre os pastores pentecostais e tradicionais. O islamismo é considerado uma religião má para 59% dos pentecostais, enquanto 51% dos tradicionais encaram a fé muçulmana como pacífica, amorosa e misericordiosa.

As estatísticas mostram que, embora haja um abismo entre as opiniões dos pastores, o público americano está ainda mais dividido. Enquanto 31% dos americanos afirmam que o islã é tolerante, quase o mesmo número, 26%, acredita que a religião promove a violência.

veja também