40% dos cristãos admitem que a pornografia é um problema em suas casas, diz pesquisa

Expor um pecado é realmente o que o inimigo de Deus não quer que os cristãos façam. Mas Thomas garante que uma vez que o problema for exposto, só haverá segurança no amor e no perdão de Deus.

fonte: Guiame, com informações de Christian Today

Atualizado: Terça-feira, 20 Outubro de 2015 as 9:57

40% dos cristãos admitem que a pornografia é um problema em suas casas, diz pesquisa. (Foto: Reuters)
40% dos cristãos admitem que a pornografia é um problema em suas casas, diz pesquisa. (Foto: Reuters)
Um dos maiores problemas a ser tratado por pessoas viciadas em pornografia é a vergonha. A fim de combater essa dificuldade, a organização norte-americana XXX Church está trabalhando para que pessoas que enfrentam tais vícios consigam superar essa barreira.
 
Estatísticas mostram que mais de 40% dos usuários de internet assistem conteúdos pornográficos. Acrescentado a isso, mais de 40% dos cristãos admitem que a pornografia é um problema em suas próprias casas, de acordo com a XXX Church, um ministério online dedicado a ajudar pessoas viciadas em sexo e pornografia.
 
"Eu não compartilho esses números com você para 'normalizar' a sua luta, mas sim para mostrar que a sua luta não é incomum. Na verdade, é muito comum. A realidade é que, enquanto a vergonha diz que você está sozinho e exclusivamente quebrado, a verdade diz que você não está", explicou Carl Thomas, um dos atuantes do grupo. "Todos nós lutamos com as mesmas coisas. Alguns de nós apenas lidamos com isso de forma diferente de outros."
 
Thomas ressalta que as pessoas não são destinadas a viver sua vergonha sozinhas. Por isso, elas precisam ser corajosas e compartilhar suas lutas com os outros. Os viciados podem temer rejeição e condenação, mas Thomas disse que "a rejeição não é uma inadequação de sua parte, mas deles."
 
"A Bíblia diz que todos pecaram e estão destituídos da glória de Deus, que não há uma única pessoa justa. Você está fazendo a coisa certa, buscando a responsabilidade e o arrependimento", disse ele. "A graça é um conceito que todos nós gostamos de falar no 'mundo da igreja', mas quando realmente chega a hora de estendê-la, muitos de nós quebramos a cara."
 
Expor um pecado é realmente o que o inimigo de Deus não quer que os cristãos façam. Mas Thomas garante que uma vez que o problema for exposto, só haverá segurança no amor e no perdão de Deus.

veja também