Além de Dilma, IURD convida mais políticos para inauguração do Templo de Salomão

O prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT), os ministros do Supremo Tribunal Federal, o presidente do Congresso, senador Renan Calheiros (PMDB) e o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB) possivelmente estarão presentes.

fonte: Guiame

Atualizado: Terça-feira, 17 Junho de 2014 as 2:45

Além de Dilma, IURD convida mais políticos para inauguração do Templo de SalomãoA notícia de que Dilma Rousseff (PT) estará presente na inauguração do Templo de Salomão - o maior projeto arquitetônico com objetivos religiosos, propostos até hoje pela IURD e um dos maiores do Brasil - provavelmente não tivesse surpreendido a muitos. A parceria política entre o Bispo Edir Macedo e a presidente já era do conhecimento de todos.

Porém mais alguns nomes estão sendo cotados para a cerimônia que se realizará no dia 31/07: o prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT), os ministros do Supremo Tribunal Federal, o presidente do Congresso, senador Renan Calheiros (PMDB) e o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB) possivelmente estarão presentes.

Apesar do nome de Dilma já estar confirmado pelo Palácio do Planalto e os outros nomes já serem cotados, a assessoria da Igreja Universal informou que somente o fundador e líder da igreja, o bispo Edir Macedo vai se pronunciar durante o evento.

Além de reunir os representantes dos Três Poderes da República, a igreja quer ocupar na inauguração de seu já mais famoso templo, lideranças da sociedade civil e do empresariado, além de cerca de 60 delegações estrangeiras - entre elas, a de Israel.

O evento de inauguração não será aberto ao público. Somente convidados da igreja terão acesso às dependências do Templo de Salomão no dia 31/07. Ao que tudo indica, o evento com os convidados ilustres será apenas parte de uma série de comemorações que podem durar até 20 dias.

Com informações 

veja também