Aline Barros lança livro em SP: "Todos nós podemos ser canal de Deus"

O livro, publicado pela editora Thomas Nelson Brasil, é o segundo escrito pela cantora e tido por ela como um projeto especial.

fonte: Guiame, Luana Novaes

Atualizado: Terça-feira, 24 Novembro de 2015 as 5:19

Aline Barros durante entrevista exclusiva ao Guiame. (Foto: Guiame/ Marcos Paulo Corrêa)
Aline Barros durante entrevista exclusiva ao Guiame. (Foto: Guiame/ Marcos Paulo Corrêa)
Com o álbum "Extraordinária Graça", Aline Barros tem cantado sobre a principal característica de Deus às multidões. Ainda dentro do tema, a cantora lançou na última quinta-feira (19) o livro que leva o mesmo nome, mas que tem o objetivo de levar as pessoas a um entendimento mais profundo sobre a graça divina.
 
Em entrevista exclusiva ao Guiame, Aline conta que o livro "Graça Extraordinária" descreve o que ela tem vivido em todas as áreas de sua vida. "Uma coisa é você gravar um DVD e estar ali, ministrando as pessoas naquele momento. Mas aqui eu tenho a oportunidade de abordar algumas verdades bíblicas que têm sustentado a minha vida até hoje, e tem feito dela um instrumento de Deus para que a graça Dele, assim como me alcançou, possa através da minha vida alcançar outras pessoas."
 
O livro, publicado pela editora Thomas Nelson Brasil, é o segundo escrito pela cantora e tido por ela como um projeto especial. "Aqui a gente compartilha algumas experiências e alguns testemunhos até mesmo de pessoas que foram alcançadas, de alguma maneira, pelo meu ministério. Nesse livro eu mostro que não existem filhos prediletos, mas todos nós podemos ser canal de Deus para essa geração e ser um instrumento de Deus para esse tempo, aonde a gente atuar — seja no seu trabalho, na sua escola, na sua casa", afirma.
 

Aline Barros durante entrevista exclusiva ao Guiame. (Foto: Guiame/ Marcos Paulo Corrêa)
 
Uma das experiências relembradas por Aline foi com uma jovem, onde teve a oportunidade de ser um instrumento da graça de Deus na vida Dela. Após ter ministrado em uma igreja de outra cidade, a cantora foi para o hotel a noite, muito cansada pelo longo dia de trabalho. Foi quando seu telefone tocou com um choro desesperado de uma jovem.
 
"Eu poderia ali em três palavras resolver essa situação e desligar o telefone porque realmente eu estava muito cansada", disse ela. "Mas eu deixei o canal aberto para que Deus pudesse usar a minha vida e a minha boca como um instrumento de bênção para aquela pessoa, naquele momento."
 
Depois de uma conversa que durou mais de uma hora, Aline relata que teve a oportunidade de falar sobre o amor de Deus para aquela jovem que já estava a ponto de cometer suicídio. "Orei com aquela jovem e ali, naquela mesma hora, ela pôde entregar a vida dela para Jesus. Eu pude ver a graça de Deus que salva e restaura o coração de uma pessoa."
 
Oportunidades
 
De forma extraordinária, Aline tem atingido locais onde muitos não tem acesso — às celebridades. E a cantora reconhece que isso é feito pela graça de Deus, para o cumprimento de um propósito.
 
"Eu tenho visto Deus atuar de uma forma muito especial, muito linda, me colocando em lugares que eu jamais poderia imaginar estar. Muitas portas tem se aberto, a gente tem entrado por elas, tem pedido a Deus sabedoria para que todas essas oportunidades sejam traduzidas em momentos únicos em que as pessoas sejam abençoadas", disse Aline.
 
O momento de crise econômica, política e moral que o Brasil vive também tem se mostrado como uma grande oportunidade, na visão de Aline. "Tenho aprendido uma coisa: no momento de crise é o momento em que a gente tem oportunidade de ver Deus agir através da nossa fé, da nossa confiança e dependência Dele."
 
"Notícias que elas já estão acostumadas a ouvir todos os dias não vão fazer diferença, mas a boa notícia, a notícia do Evangelho que vai trazer esperança, paz e alegria para o coração dessas pessoas só conseguem transmitir aqueles que são filhos de Deus, aqueles que realmente entendem sua missão aqui na terra", conclui.
 

Leitores durante pré estréia do livro de Aline Barros. (Foto: Guiame/ Marcos Paulo Corrêa)

veja também