Apesar da queda de cristãos no Reino Unido, maioria das pessoas incentiva as igrejas

84% dos entrevistados acreditam que as igrejas, capelas e casas de reunião são importantes para a história e patrimônio do país.

fonte: Guiame, com informações de The Guardian

Atualizado: Quarta-feira, 3 Fevereiro de 2016 as 3:52

Igreja St. Pancras Old, em Londres. Existem cerca de 42 mil igrejas, capelas e casas de reuniões no Reino Unido. (Foto: Alamy)
Igreja St. Pancras Old, em Londres. Existem cerca de 42 mil igrejas, capelas e casas de reuniões no Reino Unido. (Foto: Alamy)

Apesar da queda do número de pessoas que se definem como cristãos no Reino Unido, um pouco mais da metade dos britânicos visitaram uma igreja no ano passado, segundo resultados de uma pesquisa encomendada pela National Churches Trust.

Seis em cada 10 britânicos ainda afirmam que o governo deveria fornecer subsídios para ajudar a manter os edifícios das igrejas. Além disso, 84% dos entrevistados acreditam que as igrejas, capelas e casas de reunião são importantes para a história e patrimônio do país.

Um número similar de pessoas disse que as igrejas desempenham um papel importante na sociedade, proporcionando espaço para atividades comunitárias, tais como parques infantis e eventos culturais.

O governo britânico disponibilizou cerca de £ 130 milhões para reparações em igrejas históricas nos últimos dois anos, disse a National Churches Trust. Existem cerca de 42 mil igrejas, capelas e casas de reuniões no Reino Unido.

"Esta pesquisa mostra que há um apoio público esmagador para manter os edifícios da igrejas, apesar da diminuição do número de pessoas na Grã-Bretanha que se identificam como cristãos nos últimos anos", disse Claire Walker, da Trust.

"É fato que manter os edifícios da igrejas abertos custa dinheiro. Na maioria dos casos, os gastos vão muito além dos meios que as congregações arrecadam com seus membros”, acrescentou Walker.

veja também