Após abandonar a homossexualidade, cantor cristão anuncia casamento: “Fui liberto”

Donnie McClurkin anunciou seu casamento com a cantora Nicole C. Mullen, outra grande artista gospel, mais conhecida pela canção "My Redeemer lives".

fonte: Guiame, com informações do site Hello Christian

Atualizado: Terça-feira, 16 Agosto de 2016 as 10:35

Donnie se tornou um dos grandes cantores do estilo gospel americano. (Foto: Getty Images).
Donnie se tornou um dos grandes cantores do estilo gospel americano. (Foto: Getty Images).

O cantor evangélico Donnie McClurkin abandonou a prática homossexual em 2002, quando ele teve um encontro com Jesus. "Eu já passei por isso e experimentei o poder de Deus, que mudou meu estilo de vida. Eu fui liberto e sei que Deus pode libertar outras pessoas também", disse ele.

Donnie se tornou um dos grandes cantores do estilo gospel americano e ficou mais conhecido no Brasil quando Bruna Karla regravou um de seus sucessos “I'll Trust You Lord”. Em português a versão ganhou o título “Pai, eu confiarei”, canção que integra o disco “Advogado Fiel”, lançado em 2009.

Agora o ministro se prepara para o seu casamento e brincou quando foi questionado sobre isso pelo canal Trinity Broadcasting Network, dizendo que estava "se casando com a Halle Berry".

Os apresentadores perguntaram mais detalhes sobre seu noivado. "Honestamente, a única coisa na minha vida que estava faltando era o casamento", disse McClurkin. "A única coisa que estava faltando na minha vida, que poderia me fazer parte de uma família verdadeira, era me casar”, contou.

“Financeiramente eu estou bem. Espiritualmente estou quase lá. Emocionalmente eu estou bem. Mas, a única coisa que eu estava sentindo falta, sobre tudo isso que tenho feito em meu país e em outras nações, ministrando o evangelho, é justamente o aspecto que faz da família, uma família”, ressaltou.

"Eu estou apaixonado por uma jovem mulher chamada Nicole C. Mullen", declarou ele no programa. Nicole é uma premiada cantora gospel dos EUA, mais conhecida pelo sucesso “My Redeemer lives”.

Confira o vídeo com um trecho da entrevista em inglês:

veja também