Após ataques terroristas, 5 mil judeus deixaram a França e foram para Israel em 2016

Esse número se une aos 7.900 que deixaram a França em 2015 e 7.231 em 2014. No total, 40 mil judeus franceses partiram para Israel desde 2006.

fonte: Guiame, com informações do Christian Today

Atualizado: Terça-feira, 10 Janeiro de 2017 as 12:08

A comunidade judaica na França é considerada a maior da Europa, com cerca de 500 mil habitantes. (Foto: AFP).
A comunidade judaica na França é considerada a maior da Europa, com cerca de 500 mil habitantes. (Foto: AFP).

Os ataques terroristas levaram mais 5 mil judeus a deixar a França para irem a Israel. É o que revelam os últimos números. O êxodo é parte de uma tendência que tem crescido cada vez mais. Dezenas de milhares de pessoas estão abandonando o país depois de uma série de ataques dirigidos à comunidade.

As 5 mil pessoas que se foram em 2016 somam o recorde de 7.900 que deixaram a França em 2015 e 7.231 em 2014. No total, 40 mil judeus franceses partiram para Israel desde 2006, segundo dados da AFP.

A Agência Judaica de Israel divulgou os números de como a França ficou marcada desde o ataque aos escritórios da revista Charlie Hebdo e um supermercado judeu em Paris.

Razões

Daniel Benhaim, chefe do grupo apoiado por Israel, disse que o terrorismo foi o "catalisador" da emigração. Mas outros especialistas insistiram em outras razões, incluindo pressões familiares, religiosas e econômicas que levaram as pessoas a deixar a França.

A comunidade judaica na França é considerada a maior da Europa, com cerca de 500 mil habitantes. Quatro foram mortos pelo pistoleiro Amedy Coulibaly no supermercado judeu Hyper Cacher, no leste de Paris, no mesmo dia em que 12 foram mortos na revista Charlie Hebdo.

Ainda houve outro ataque antissemita em tiroteio na escola judaica de Toulouse em 2012 e o sequestro e assassinato de um jovem judeu, Ilan Halimi, em Paris (2006).

Profecia bíblica

O regresso dos judeus para seu país de origem tem acontecido de forma lenta. Mas o movimento tem se acelerado notavelmente nos últimos anos. Tal ação já era prevista pela Bíblia. No Brasil, nos últimos três anos, o fluxo de judeus voltando para Israel aumentou em 100%.

De acordo com os dados da última pesquisa feita pela Federação Israelita do Estado de São Paulo, existem cerca de 110 mil judeus vivendo no Brasil. Desse montante, 500 voltaram para Israel em 2015. A expectativa dobraria para 2016.

Alguns teólogos indicam que o aumento do retorno dos judeus para Israel, desde que o país foi reconhecido como Estado em 1948 é cumprimento das profecias bíblicas que apontam para o fim dos tempos.

De acordo com o site norte-americano CBN News, observar o retorno do povo judeu é, literalmente, assistir a profecia bíblica se desdobrando, de acordo com os textos do Antigo Testamento nos livros de Isaías, Jeremias e Ezequiel.

veja também