Após cassar registro de Marisa Lobo, CRP arquiva processo de mesma ordem jurídica

A informação foi confirmada por meio de informações passadas com exclusividade para o Portal Guiame.

fonte: Guiame

Atualizado: Terça-feira, 22 Julho de 2014 as 3:03

Tendo o seu registro profissional cassado pelo Conselho Regional de Psicologia do Paraná, Marisa Lobo recebeu neste mês de julho, uma notificação expedida pelo mesmo órgão, informando o Procedimento Disciplinar Ético 006/2013 (de mesma ordem jurídica daquele que levou à sua cassação) foi arquivado (foto abaixo).

Após cassar registro de Marisa Lobo, CRP arquiva processo de mesma ordem jurídica

A informação foi confirmada por meio de informações passadas com exclusividade para o Portal Guiame.

Ao comentar o fato, Marisa destacou que isto expõe uma contradição do próprio CRP e comprovou a perseguição religiosa que tem sofrido, como profissional cristã.

"Esta é a confirmação da perseguição religiosa do Conselho contra mim e da influência movimento LGBTT. Isto tudo faz parte desta ditadura / ideologia política de gênero, desta desconstrução do nosso povo, da nossa fé. Não vamos nos calar! Vamos usar a arma que temos: o nosso direito constitucional e a e nossa fé. Esta ditadura jamais terá êxito", declarou.

Contextualização
A decisão pela cassação de Marisa Lobo foi tomada pelo Conselho Regional de Psicologia (PR), na última sexta-feira, 16/05, durante uma audiência convocada pelo próprio CRP, na qual a psicóloga havia sido intimada novamente a depor.

As acusações (já consideradas inconstitucionais pela OAB) recaem sobre o mesmo assunto de audiências anteriores: proselitismo religioso e até mesmo atitudes que configuram homofobia, como a tentativa de "curar homossexuais" por meio de estudos psicológicos.

Cristãos de diversas partes do Brasil se manifestaram contra a atitude tomada pelo Conselho do Paraná - entre eles, nomes de destaque no meio cristão e também político, como o senador Magno Malta e o Pr. Silas Malafaia.

www.guiame.com.br 

veja também