Após liderar igreja evangélica em Abu-Dhabi, jogador Ricardo Oliveira pensa em voltar ao Brasil

Anteriormente, o jogador havia recusado propostas de voltar ao Brasil, em razão da implantação de uma igreja nos Emirados Árabes.

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Terça-feira, 23 Dezembro de 2014 as 9:59

Após liderar igreja evangélica Abu-Dhabi, jogador Ricardo Oliveira pensa em voltar ao BrasilEle já havia recusado propostas de voltar ao Brasil para continuar trabalhando na implantação de uma igreja em Abu-Dhabi (Emirados Árabes Unidos), mas ao que tudo indica, o jogador e pastor Ricardo Oliveira já está analisando contratos com clubes brasileiros para o ano de 2015.

A expectativa é que o jogador seja uma participação de destaque durante o ano, embora ele próprio saiba que, aos 34 anos, alguns desconfiem de seu desempenho.

A motivação para continuar, segundo ele, vem de sua fé cristã. A igreja por ele iniciada nos Emirados Árabes contou com o apoio de seu pastor presidente, Samuel Cassio Ferreira (Assembleia de Deus Ministério Madureira).

Ricardo falou um pouco sobre o ministério que desenvolveu durante a sua passagem por Abu-Dhabi. Segundo ele, a igreja serviu como apoio para outros jogadores brasileiros que moram / moravam na região.

"Tem muitos amigos do futebol que frequentam nossos cultos. O Thiago Ribeiro, Alex Silva, Jadson, Osvaldo, João Pedro, Betão e alguns ex-jogadores, como Edmilson e o Denilson. É legal também saber que eu posso dar uma palavra de auxílio", disse o atacante em entrevista ao Estado de S. Paulo.

Algo inevitável, segundo ele, é que os membros de sua igreja falem sobre futebol com ele.

"Tem muitos que conversam comigo e me perguntam quando eu vou jogar no time deles. Falo para o pessoal que eles me desculpem se um dia os deixei triste”, riu.

No Brasil, o jogador já tem conversas em andamento com clubes e deve acertar sua situação em breve. Durante o Campeonato Brasileiro, ele chegou perto de fechar com o Atlético (MG) e foi sondado pelo Palmeiras.

Quando questionado sobre sua condição física, Ricardo destacou que, apesar da idade, tem se cuidado.

"Sei que existe um temor de contratar um jogador de 34 anos e que estava nos Emirados. Sempre fui muito regrado e, se você não se cuidar, pode ter 20 ou 30 que você não vai conseguir jogar. Quero mostrar para todos que idade não atrapalha em nada", disse o atacante, que promete estar em um novo clube ainda em janeiro (2015).

Ricardo Oliveira foi revelado pela Portugues, mas também jogou por outros grandes clubes nacionais e internacionais, como Santos, Valencia, Betis, São Paulo, Milan, Zaragoza, Betis, Al-Jazira e Al Wasl.

Com informações da Agência Estado

veja também