Após se recuperar de ataque cardíaco, Paul Washer é liberado do hospital

Mesmo internado após realizar uma cirurgia de emergência, o pastor não deixou de pregar para os que passavam por ele.

fonte: Guiame, com informações do Christian Post

Atualizado: Quarta-feira, 5 Abril de 2017 as 11:38

Paul Washer tem muitos seguidores que o apoiam de todo o mundo, especialmente na América Latina. (Foto: Reprodução).
Paul Washer tem muitos seguidores que o apoiam de todo o mundo, especialmente na América Latina. (Foto: Reprodução).

Os que seguem o pastor Paul Washer, que sofreu um ataque cardíaco em sua casa no mês passado, estão louvando a Deus por ele ter recebido alta do hospital na última sexta-feira (31). Ele teve de fazer uma cirurgia de emergência há duas semanas.

"Paul finalmente está em casa e descansa depois de uma longa temporada ao hospital. Ele está muito grato por todas as orações e mensagens encorajadoras", disse um anúncio feito na página de Washer no Facebook. Ele deveria ter sido liberado dias antes, mas desenvolveu uma "reação cutânea grave" por causa de uma medicação e precisou ficar mais tempo em observação.

"Como enfermeira, posso dizer que sua passagem pelo hospital foi forte tanto fisicamente como também emocionalmente. Mas, agora ele está em casa com sua esposa e as crianças, em sua própria cama e cadeira. Louvamos a Deus, para que todas as bênçãos possam fluir na vida dele. Deus estava com sua mão sobre você desde o início e você pode descansar com tranquilidade. O mundo te ama e estamos ansiosos para ver você no púlpito", escreveu Shannon Howell, da Flórida.

O apoio de seus seguidores

Paul Washer tem muitos seguidores que o apoiam de todo o mundo, especialmente na América Latina. Ele fundou a The HeartCry Missionary Society no Peru em 1988, onde também conheceu sua esposa, Rosario.

O pregador itinerante também é bem conhecido por ministrar a famosa "Pregação Chocante" para cerca de 5 mil jovens em uma conferência Batista em 2002. No sermão que atraiu quase 2 milhões de visualizações no YouTube, ele disse que a maioria dos que estavam presentes no evento poderiam acabar no Inferno.

"Eu estou aqui e eu não estou preocupado, em meu coração, sobre sua auto-estima. Eu não estou incomodado, em meu coração, sobre se você vai se sentir bem consigo mesmo, se a vida está se tornando como você quer ou se o talão de cheques está ou não equilibrado. Há apenas uma coisa que me fez ficar uma noite sem dormir. Há apenas uma coisa que me incomodou durante toda a manhã, e é isso: dentro de cem anos, uma grande maioria das pessoas neste edifício estará, possivelmente, no Inferno. E muitos que mesmo professando Jesus Cristo como Senhor vai passar a eternidade no inferno", diz o Paul no vídeo.

"Eu passo a maior parte do meu tempo pregando na América do Sul, na África e na Europa. E quero que saibam que, ao olharem para o cristianismo americano, vocês observam mais uma cultura de ateus do que a Palavra de Deus", acrescentou.

Anthony R Mathenia, pastor da Igreja de Cristo em Radford, Virgínia, que faz parceria com a HeartCry Missionary Society com o objetivo de "ver as nações resgatadas", observou recentemente que Washer, que tem quatro filhos e mesmo doente, não parou de pregar. "Para os interessados, sim ele está testemunhando a todos, até mesmo para os capelães do hospital", observou Mathenia em um tweet.

veja também