Após ter as filhas assassinadas pela própria esposa, homem busca forças em Jesus

Jason Sheats viu sua esposa perder o controle e matar a tiros suas duas filhas, dentro de sua própria casa, no Texas (EUA). Logo depois, sua mulher acabou sendo morta pela polícia, que tentava conter o descontrole dela.

fonte: Guiame, com informações do Christian Post

Atualizado: Sexta-feira, 1 Julho de 2016 as 5:36

Jason Sheats com suas duas filhas. (Imagem: Hollywood Life)
Jason Sheats com suas duas filhas. (Imagem: Hollywood Life)

Apesar de sofrer três grandes perdas durante o seu aniversário, Jason Sheats, de 45 anos, diz que ele está conseguindo está se fortalecendo em Jesus. Na última sexta-feira, o homem viu sua esposa perder o controle e matar a tiros suas duas filhas, dentro de sua própria casa, no Texas (EUA). Logo depois, sua mulher acabou sendo morta pela polícia, que tentava conter o descontrole dela.

Na última quarta-feira à tarde, depois de dizer à polícia local que ele não iria comentar publicamente sobre a morte de sua esposa, Christy Sheats, de 42 anos, e de suas duas filhas, Taylor, 22, e Madison, 17, Jason postou uma imagem em seu perfil do Facebook, com a mensagem bíblica de Filipenses 4:13.

"Posso todas as coisas naquele que me fortalece", dizia a mensagem.

Ele também postou uma colagem de fotos de suas filhas em momentos felizes. As fotos de sua falecida esposa estavam visivelmente ausentes de seu perfil.

O xerife do condado de Fort Bend, Troy Nehls disse à People que quando os investigadores conversaram com o pai - ainda abalado - na última terça-feira, ele disse que estava sendo apoiado por sua família e sua fé.

"Ele estava, obviamente, ainda em choque depois daquelas cenas", disse Nehls.

Na entrevista, ele estava acompanhado por sua mãe e uma mulher a quem chamou de sua "segunda mãe".

"Ele tem o apoio de sua família", disse Nehls. "Ele também disse que é um homem cristão".

Ainda não ficou claro à qual igreja Jason está filiado com sua família, mas sua falecida esposa Christy teria informado nas mídias sociais que frequentavam a igreja Batista.

Os corpos das jovens Madison e Taylor serão enterrados depois de um funeral, no Alabama, neste sábado, 2 de julho.

Um representante que pediu para não ser identificado afirmou ao 'Christian Post' na última quinta-feira que ele não tinha conhecimento das vidas pessoais das meninas ou de seu pai, mas disse: "Eu posso dizer-lhe que a família pediu privacidade".

Ainda não está claro quando e onde Christy Sheats será enterrada.

Jason disse à polícia que seu casamento com Christy começou a entrar em decadência em 2012, depois que o avô dela morreu e ela começou o tratamento para a depressão.

Ele disse que ela tinha tentado suicídio três vezes antes, estava fazendo uso de medicação e também ia a sessões com um terapeuta. O casal também chegou a se separar ocasiões, mas estava tentando uma reconciliação.

Jason disse aos investigadores que ele e sua esposa tinham trocado mensagens de texto na última sexta-feira, enquanto ele estava fora de casa. Quando voltou naquele dia, ele disse a ela em seu quintal que ele queria o divórcio.

"Este seria o último aniversário que você irá arruinar", disse Jason a Christy, de acordo com xerife.

Jason disse à polícia que, quando Christy chamou suas filhas Madison, 17, e Taylor, 22, em sua sala de estar para uma reunião de família, ele pensou que ela iria discutir a decisão de divórcio.

"Ela imediatamente puxou uma arma e apontou-a para o Jason, querendo culpá-lo: 'Você me fez fazer isso, você está me fazendo fazer isso", relatou o xerife citando a autora dos primeiros disparos.

"Perguntamos ao Sr. Sheats, qual seria o motivo daquilo tudo e para que ele dissesse em suas próprias palavras", disse Nehls, de acordo com a NBC News. "Ele afirmou que sentia que Christy queria que ele sofresse".

veja também