Pastor prega pela 1ª vez, após ter sua esposa assassinada: "Esperança em meio à dor"

Além de confessar que chegou a questionar por muitas vezes os propósitos de Deus em meio a tanta dor, Davey Blackburn também afirmou que tem esperanças de que os assassinos de sua esposa se convertam.

fonte: Guiame, com informações da WYFF4

Atualizado: Segunda-feira, 28 Dezembro de 2015 as 12:04

Pela primeira vez, desde que sua foi assassinada, durante um assalto em sua casa, o pastor Davey Blackburn pregou na última na semana passada, em um culto de sua igreja, em Indianápolis (EUA). Davey e Amanda Blackburn já tinham um filho pequeno e ela estava grávida, quando foi baleada pelo assaltante em sua própria casa, no dia 11 de novembro deste ano (2015).

Em sua mensagem compartilhada com sua congregação da Igreja Resonate, o pastor Blackburn confessou que chegou a sentir que os planos de Deus para a sua esposa e seu casamento haviam "sido frustrados", mas hoje entende que Amanda Blackburn está vendo o cumprimento de todas as promessas divinas em sua vida. 

"Esperança em meio à dor", ele disse à congregação. "Você não acha que eu disse a Deus: 'Deus eu sinto que suas promessas, os sonhos que você colocou no meu coração sobre Amanda... eu sinto que eles falharam'. Você não acha que eu disse isso? Amanda era uma das pessoas mais justas e piedosas que eu já conheci. [...] E ela está sendo abençoada por causa disso".

"Amanda experimentou [dessas promessas] e está passando por cada uma delas. Ela era justa e eu acredito que também era muito favorecida [por Deus]", disse Blackburn.

O pastor também confessou que muitas vezes se sente como como se ele estivesse em uma viagem sem volta para casa.

"Minha mente passa por essa progressão em voltar para casa, então eu percebo que eu não tenho uma casa, porque Amanda era a minha casa. Isso dói", disse ele.

"Às vezes eu sinto como se alguém pegasse a minha cabeça e a afogasse cada vez mais. Eu não tenho fôlego dentro de mim e eu me machuco tão profundamente e eu não poder respirar debaixo d'água e, ainda, por apenas um minuto, talvez uns dois dias, horas. Mas eu recebo este fôlego, eu sinto essa esperança. Eu também acredito que Amanda está entre os mártires. Sabe por quê? Porque ela e eu nos mudamos para nos aproximarmos de pessoas como estas pessoas que as mataram".

Davey Blackburn disse que ainda tem esperanças, mesmo sobre os homens acusados ​​de matar sua esposa.

"E se esses três caras acabam encontrando Jesus com isso? Você já imaginou?", disse em sua mensagem.

Apesar de sua pregação na última quarta-feira, pastor Davey ainda deve ter mais um tempo de descanso, dado por sua igreja, em razão da sua terrível perda.

 

veja também