Apresentadora diz que Deus a fortaleceu após ficar viúva: "Ele nunca me decepcionou"

Kathie Lee Gifford perdeu seu esposo em 2015 e passou por tempos difíceis, mas foi fortalecida por Deus e não teve sua fé abalada.

fonte: Guiame, com informações do Christian Today

Atualizado: Terça-feira, 21 Fevereiro de 2017 as 4:47

Ela revelou que a fé faz parte de sua vida desde seus 12 anos. (Foto: Reprodução).
Ela revelou que a fé faz parte de sua vida desde seus 12 anos. (Foto: Reprodução).

A morte de um ente querido não tem de acabar em tristeza e desespero. Kathie Lee Gifford, uma apresentadora cristã de talk show nos EUA mostrou isso quando apareceu como convidada no quadro "Faithful Friday" do programa "The Dr. Oz Show", na última sexta-feira (17).

Recordando a morte de seu marido, um jogador da Liga Nacional de Futebol americano e radialista Frank Gifford - que faleceu em 2015 - Kathie disse que sua fé se manteve forte apesar de uma perda tão profunda.

Ela revelou que a fé faz parte de sua vida desde seus 12 anos. "A fé torna-se um ritmo natural em sua vida e eu vivo isso desde meus 12 anos", disse ela. A apresentadora ainda revelou que foi exatamente nessa idade quando ela se converteu ao cristianismo, depois de sentir o Espírito de Deus dizer a ela: ‘Kathy, eu te amo e eu tenho um propósito para a sua vida, se você confiar em mim’”, contou.

"E Ele nunca me decepcionou", disse ela. Kathie disse que Deus projetou Seu povo em três partes fundamentais: corpo, alma e mente. "Nós gastamos tanto tempo em nossas mentes e corpos e nos perguntamos por que nós ainda não estamos felizes. É porque estamos apenas cuidando de duas partes", disse ela.

"Se a fé não desempenha um papel em cada momento de sua vida, você não tem tanta fé assim", ressaltou. O "Faithful Friday" é um quadro semanal que apresenta conversas com personalidades bem conhecidas sobre os efeitos positivos da espiritualidade, sobre a saúde e bem-estar das pessoas.

Inspirado em louvor

Anteriormente, Dr. Oz revelou que a inspiração para o quadro de seu programa foi inspirado por um hino da igreja. Ele disse ter testemunhado pessoalmente a transformação nas vidas de seus pacientes que se apegaram à fé. Depois de ouvir uma música cristã, ele percebeu que isso poderia beneficiar significativamente as pessoas em todo o mundo, uma vez que a ideia fosse espalhada.

"Durante as férias eu estava realmente ouvindo um hino da igreja e você sabe como é bonito a todas aquelas vozes unidas. Eu pensei 'Meu Deus, nós podemos fazer isso metaforicamente na televisão. Temos a capacidade de ter vozes cantando juntas e ter as pessoas celebrando a vida por causa da fé", disse o apresentador.

veja também