Ateu defende cristãos ao comparar com islâmicos

"Um grande número de cristãos não acreditam que se você deixar a religião cristã, você deve ser morto por isso", acrescentou o apresentador ateu Bill Maher.

fonte: Guiame

Atualizado: Sábado, 4 Outubro de 2014 as 3:30

Famoso nos EUA por abordagens polêmicas sobre religião, o apresentador ateu Bill Maher surpreendeu ao defender o cristianismo, durante um debate em que a doutrina cristã foi comparada ao islamismo. O debate foi realizado em um programa do PBS, um canal aberto norte-americano.

Maher destacou que a maior parte dos fiéis não aceitam a violência, nem tratam as mulheres como cidadãos de segunda classe, condição que o apresentador rejeita entre os muçulmanos. "Um grande número de cristãos não acreditam que se você deixar a religião cristã, você deve ser morto por isso", acrescentou o apresentador, autoproclamado como ateu.

"Um vasto número de cristãos não acredita que uma charge com Jesus Cristo é motivo para morte declarada. Então, sim, o [grupo] Estado Islâmico (ISIS) deseja agir como o Khmer Vermelho (política de genocídio implementada no Camboja na década de 70)", resume o apresentador.

Para finalizar, Maher critica o Alcorão, livro sagrado dos muçulmanos. "Há coisas horríveis sobre como os infiéis devem ser tratados”, comenta.

Embora tenha defendido o cristianismo desta vez, Maher também já fez duras críticas ao cristianismo, como quando chamou Deus de "psicopata", em uma crítica à história de Noé.

Com informações de The Christian Post
www.guiame.com.br 

veja também