Ateus distribuem anúncios para convencer as pessoas de não irem à igreja no Natal

Os anúncios foram distribuídos por um grupo ateísta na região dos EUA com maior numero de evangélicos, perto de escolas e igrejas.

fonte: Guiame

Atualizado: Terça-feira, 2 Dezembro de 2014 as 9

Ateus norte americanos distribuíram cartazes pelo país incitando as pessoas à não irem a igreja no natal "para não ouvir contos de fadas". A campanha ateísta foi feita em vários estados do Cinturão Bíblico, uma região dos Estados Unidos onde a prática da religião evangélica faz parte da cultura local.

"Até as crianças sabem que as igrejas vomitam absurdos, e por isso elas não querem participar dos cultos. Aproveite o tempo com sua família e amigos em vez de ir para a igreja", disse o presidente dos Ateus Americanos, David Silverman. "Os adultos de hoje não têm obrigação de fingir que acreditam nas mentiras seus pais acreditavam. É certo admitir que seus pais estavam errados a respeito de Deus, e é definitivamente certo dizer a seus filhos a verdade."

Os anúncios mostram a imagem de uma menina escrevendo uma carta para o Papai Noel, com a seguinte mensagem: "Querido Papai Noel, tudo que eu quero no Natal é pular a parte da igreja, porque eu estou velha demais para contos de fadas!".

Os anúncios foram distribuídos em Memphis, Nashville, St. Louis, Fort Smith, Arkansas e Milwaukee. Eles foram posicionados em áreas residenciais perto de escolas e igrejas, diferente de campanhas anteriores, que teve seus anúncios distribuídos em áreas urbanas, como a Times Square, em Nova York.

No ano passado, os anúncios afirmavam que ninguém precisava de Cristo no Natal. O anúncio, que continha letreiros em movimento, questionava: "Quem precisa de Cristo durante o Natal?". Depois, a imagem substituía a palavra "Cristo" por "ninguém".

A atual campanha foi rejeitada em Jackson, Mississippi, no entanto, por causa do conteúdo do anúncio. A Diretora de Relações Públicas do grupo de Ateus, Danielle Muscato, afirma que os anúncios são necessários no Sul, onde "a discriminação e desconfiança dos ateus é especialmente pronunciada."

Ao contrário da campanha ateísta, um relatório divulgado em março pela Pew Research mostra que a maioria dos norte-americanos acreditam que é necessário acreditar em Deus para ser moral. Os resultados mostraram que 53% dos norte-americanos que responderam à pesquisa compartilham esse ponto de vista, enquanto 46% dizem que a crença em Deus não é essencial para a moralidade.

A pesquisa global descobriu que em 22 dos 39 países pesquisados, a maioria das pessoas acreditam que a fé em Deus é necessária para que as pessoas sejam morais e tenham bons valores.

Os resultados variam consideravelmente em cada região. As nações européias rejeitam a ideia de que a crença em Deus é necessária para a moralidade, enquanto a África e o Oriente Médio foram particularmente fortes na opinião de que a fé em Deus é necessária para bons valores.

 

Com informações de The Christian Post
www.guiame.com.br

veja também