Atleta testemunha cura milagrosa de lesões: "Tem que ser obediente e ouvir a voz de Deus"

O jogador do 'Carolina Panthers', Thomas Davis relata que Deus o ajudou a superar um grave problema cardíaco e tem lhe dado forças para voltar a jogar, depois de romper um ligamento do braço três vezes.

fonte: Guiame, com informações do Christian Post

Atualizado: Sexta-feira, 12 Fevereiro de 2016 as 3:07

O jogador do 'Carolina Panthers', Thomas Davis tem compartilhado seu testemunho sincero sobre como Deus o tem ajudado a superar um problema cardíaco e três lesões no ligamento cruzado anterior (comum em atletas desta modalidade), para continuar jogando na temporada do Super Bowl 50.

Davis, de 32 anos, passou por uma cirurgia, duas semanas antes do Super Bowl e jogou na grande partida com uma atadura em seu braço direito - o qual havia sido submetido ao procedimento cirúrgico, recebendo 11 parafusos, uma placa e diversos pontos. Embora os 'Panthers' tenham sofrido uma derrota de 24-10 para o 'Denver Broncos', Davis conseguiu combinar uma boa jogada com o colega Lucas Kuechly.

Enquanto alguns talvez questionem a decisão de Davis, que voltou ao campo com uma nova lesão, e recém-operado, o jogador da Liga de Futebol Americano revelou como seus ferimentos graves anteriores fortaleceram sua fé em Deus.

Em um vídeo chamado "Futebol de Domingo", Thomas revelou que ele se ofereceu como voluntário 'Dia do Coração de Campeão', em uma clínica, no ano de 2009, para incentivar os estudantes / atletas a fazerem os seus exames preventivos de saúde. Apesar de ter feito seus exames, apenas como uma forma de incentivo para os outros jovens, Davis se surpreendeu ao ser informado pelos médicos, que ele tinha uma artéria coronária anormal, o que exigiria uma cirurgia em seu coração.

"Para mim, aquilo era algo que me fazia pensar: 'Deus, por que isso está acontecendo comigo?'. Nos intervalos das temporadas eu faço diversos trabalhos na comunidade", lembrou. "Em um dia de folga eu estou me oferecendo para ajudar as crianças e incentivá-las a não terem medo de fazer estes exames. Mas aí eu faço esses exames e os médicos me dizem: 'Oh, você tem um problema no coração".

Considerando que ninguém volta para a jogar na NFL após uma cardíaca, Davis e sua esposa, Kelly, oraram, pedindo que Deus ajudasse o atleta a evitar a cirurgia que os médicos disseram que ele precisava.

"Nós oramos por isso, pedimos a Deus e perguntamos se havia alguma forma dEle me livrar da cirurgia. Eles chegaram à conclusão de que, se algo acontecesse comigo - e realmente iria - isso já teria acontecido", lembrou. "Você consegue simplesmente ir de um dia em que você precisa de uma cirurgia, para depois - dois dias mais tarde - você não precisar mais ser operado. Eu sei que quem fez isso foi Deus".

Ainda assim, as lesões de Davis não tinham se resolvido completamente. Nas três temporadas que se seguiram, ele conseguiu rompeu três vezes o ligamento cruzado anterior, em seu braço.

"Eu estava jogando muito bem, estava em meu nível mais alto, mas fui humilhado assim mesmo em um único jogo", lembrou.

Kelly - esposa do jogador - lembrou que ela tinha que confiar em Deus para ajudar o marido nesses tempos difíceis.

"Eu sabia que tinha que ser forte, mas a única maneira de fazer isso era falando com Deus, orando a Deus. E se ele precisava de mim, para chorar no meu ombro, então o deixei chorar", disse ela. "Uma vez que ele começava, não havia como pará-lo".

Depois de suportar anos de lesões, Davis recebeu o Prêmio Walter Payton 2014. Ele acredita que todas as dificuldades e lutas tiveram um propósito.

"Deus estrategicamente definiu tudo isso para eu ganhar o prêmio Walter Payton. Eu sabia por que isso aconteceria para que eu pudesse motivar outras pessoas a continuarem lutando e persisistindo, apesar das lesões e tudo o que eles pudessem enfrentar na vida, porque Ele já havia escrito suas histórias", disse ele. "Você apenas tem que seguir o processo, estar disposto a continuar. Você tem que ser obediente e você tem que estar disposto a ouvir a Deus".

Depois de uma lesão no braço, no mês passado, Davis prometeu fazer o possível para jogar no Super Bowl.

"Eu vou fazer tudo o que estiver ao meu alcance para ter certeza que estou pronto para ir. Eu tenho duas semanas para me curar, e eu vou usar cada minuto disso", ele disse em um relatório à Reuters. "Vocês me conhecem, certo? Cara, eu não vou perder o Super Bowl. Se isso se trata de uma superação da dor e jogar com ela, eu vou estar lá".

Davis manteve a sua palavra e mostrou aos fãs no Instagram, a evidência de sua lesão, fazendo o upload de uma foto de seu braço com dezenas de pontos.

"Este post não é sobre mim ou o quão 'durão' eu sou. Não é para chamar os holofotes sobre mim ou meus ferimentos", escreveu ele. "Nossos médicos da equipe e treinadores fizeram um trabalho incrível, me dando a oportunidade de voltar para o campo. Este post é estritamente para mostrar o quão grande é o amor eu tenho por meus irmãos e pela #NaçãoPanthers. Obrigado a todos por seu apoio".

veja também