Atriz cristã revela que Deus a ajudou a superar distúrbios alimentares

Candace Cameron Bure revelou que problemas emocionais a levaram a desenvolver distúrbios alimentares, como a bulimia, mas sua fé em Deus e o apoio de sua família a ajudaram a superar tais problemas.

fonte: Guiame, com informações do Christian Today

Atualizado: Sábado, 7 Maio de 2016 as 9:21

Candace Cameron Bure é atriz e voltou a fazer sucesso na TV norte-americana com a sequência da série "Três é Demais". (Imagem: Youtube)
Candace Cameron Bure é atriz e voltou a fazer sucesso na TV norte-americana com a sequência da série "Três é Demais". (Imagem: Youtube)

Conhecida por sua atuação no sucesso dos anos 90 "Três é Demais" ("Full House") e agora também na continuação desta série, a atriz cristã Candace Cameron revelou que, curiosamente, quando se envolveu com a comédia popular, ela começou a desenvolver um distúrbio alimentar.

Bure disse à revista People que a transição de ser uma menina que trabalhava para uma esposa / mãe, realmente foi algo que a "jogou para fora da curva".

"Com a mudança de ter trabalhado desde que eu tinha cinco anos de idade para me tornar uma esposa e logo me tornar mãe, vivendo em uma cidade onde eu não tinha família e amigos à minha volta... eu meio que perdi o senso de quem eu era", confessou.

Seu marido Valeri Bure, que é um ex-jogador de hóquei, tinha uma agenda exigente e teria que jogar 41 dos 82 jogos durante uma temporada, deixando Bure sozinha em sua casa.

"Eu me senti solitária tantas noites sem saber o que fazer comigo mesma", lembra ela. "Mas havia uma 'amiga' que sempre esteve lá, que era tão prontamente disponível a qualquer hora eu quisesse. Essa amiga para mim foi a comida".

No início, os alimentos confortaram Bure e isso lhe pareceu uma "boa ideia". Mas então, ela começou a se sentir culpada pela compulsão alimentar e começou a vomitar o que comia.

"Tornou-se uma relação muito destrutiva e foi algo que realmente me pegou desprevenida", diz ela. "E, mesmo sem saber, aquilo logo chegou a um ponto onde pude sentir essa perda de controle".

Envergonhada pelo seu distúrbio, Bure manteve seu problema em segredo, sem comentar sobre o assunto com a família e amigos. Mas seu pai acabou descobrindo, e foi então que ela reconheceu que precisava de ajuda.

O caminho para a recuperação não foi fácil para Bure, e por várias vezes, ela escorregou e acabou retornando aos velhos hábitos. Mas, graças a sua fé em Deus e no apoio dado pela família e amigos, Bure venceu seu distúrbio alimentar.

"O problema nunca esteve relacionado ao meu peso", lembrou ela. "Foi uma questão emocional".

Agora, a mãe de três filhos sente-se contente com o seu corpo e não sente a necessidade de comer compulsivamente, nem de expelir / vomitar todo o alimento logo depois.

"Eu nunca me senti mais confiante", diz ela. "A cada ano que se passa, sinto-me cada vez melhor e mais confiante com relação ao meu corpo e a mulher que eu sou".

veja também