Aumento do terrorismo e aliança entre Rússia e Irã provam que estamos nos últimos dias, diz pastor

Laurie, que é líder da Harvest Christian Fellowship, na Califórnia, afirma que dois pontos específicos apontam para o fim dos tempos: a intensa ascensão do terrorismo e a aliança entre a Rússia e o Irã.

fonte: Guiame, com informações de Christian Today

Atualizado: Terça-feira, 1 Dezembro de 2015 as 4:54

Hassan Rohani, presidente do Irã e Vladimir Putin, presidente da Russia. (Foto: Islam)
Hassan Rohani, presidente do Irã e Vladimir Putin, presidente da Russia. (Foto: Islam)
"Nós estamos vivendo nos últimos dias". Essa parece ser uma frase frequentemente dita no meio cristão, mas o pastor norte-americano Greg Laurie acredita que as profecias expostas no livro bíblico de Apocalipse estão claramente se desdobrando.
 
Laurie, que é líder da Harvest Christian Fellowship, na Califórnia, afirma que dois pontos específicos apontam para o fim dos tempos: a intensa ascensão do terrorismo e a aliança entre a Rússia e o Irã.

"Eu acho que é bastante óbvio quase todo mundo que estamos vivendo nos últimos dias. Há muitos tipos de coisas nos lembrando que Cristo está voltando", afirma o pastor.

Laurie observa que o mundo está em guerra contra os radicais islâmicos — uma guerra baseada em uma ideologia. Os radicais islâmicos continuarão cometendo atos horríveis enquanto tentam forçar o mundo a abraçar suas crenças.

"[O terrorismo] não vai desaparecer, porque temos de compreender a ideologia daqueles que estão cometendo esses atos de terror. Eles querem estabelecer um califado", disse ele, acrescentando que esta ideologia é sustentada pelo ódio ao cristianismo e ao judaísmo.

Laurie salientou que o livro de Ezequiel apresenta um vínculo concreto entre os eventos modernos e profecias bíblicas. No capítulo 38, são descritas duas terras conhecidas como Gog e Magog. Estes dois países se juntarão a muitos outros, incluindo a Pérsia, e cercarão Israel.

"Espere um segundo! Estudante da Bíblia, preste atenção! Há um cenário no livro de Ezequiel, nos capítulos 37, 38 e 39, que fala sobre a força enorme para o norte de Israel marchando sobre ela e a força é identificado como Magog," Laurie pregou . "E a maioria dos professores e especialistas em profecia acreditam que Magog é moderna Rússia ... um dos aliados que marcha com Magog é Pérsia."

Ele, então, fez comparações mais uma vez para a história de Noé, que alertou o mundo de uma inundação maciça, mas ninguém acreditou nele. Ele alertou que o mundo está enfrentando uma situação semelhante agora.

Códigos da Bíblia

Russia e Irã estão reforçando sua presença militar na Síria em apoio ao presidente do país, Bashar al-Assad. A parceria pretende consolidar as frentes e ganhar tempo para a abertura de uma negociação para acabar com a guerra.
 
Mas de acordo com o rabino Mattiyahu Glazerson, especialista internacional em códigos da Bíblia, as codificações do livro de Deuteronômio descreve a situação atual da Rússia, Síria e Irã. Além disso, foram encontradas as letras hebraicas TAV, que representam o valor numérico 776. Esta é uma referência para 5776, o atual ano hebraico.
  
Os líderes iranianos têm afirmado, repetidamente, que seu objetivo é acabar com Israel. Em seu mais recente comentários público, o líder supremo do Irã, o aiatolá Ali Khamenei, prometeu que Israel deixará de existir dentro de 25 anos.
 
O especialista diz que as ameaças dos países vizinhos serão um meio de levar o povo judeu ao arrependimento, para que não sejam sujeitados aos poderes inimigos.
 
"Se você observar a maioria das minhas tabelas que contêm a palavra Mashiach (Messias), de acordo com o que os nossos rabinos dizem na Talmud (livro Sagrado dos judeus), se os judeus não se arrependerem de boa vontade, Deus os visitará com um líder cruel, e ele vai ameaçar destruí-los", afirma.

veja também