Autor de "Deixados para Trás" responde a críticas sobre o arrebatamento

Tim LaHaye respondeu às críticas de William Lane Craig, que teria afirmado anteriormente que a teoria não tem fundamento bíblico e surgiu no século XVIII. A discussão voltou à tona, com o anúncio do relançamento da saga nos cinemas.

fonte: Guiame

Atualizado: Terça-feira, 12 Agosto de 2014 as 9:42

Autor de "Deixados para Trás" responde a críticas sobre o arrebatamentoMais conhecido por sua série de livros "Deixados para Trás", o escritor Tim LaHaye está respondeu à afirmação do apologista cristão William Lane Craig, de que os filmes sobre arrebatamento não são bíblicos.

A discussão voltou à tona, com o anúncio do relançamento da saga nos cinemas. Agora, os volumes ganharão produção hollywoodiana.

Segundo Craig, a teoria do arrebatamento apresentada por Tim LaHaye em seus livros não teria base bíblica e teria surgido no século XVIII.

"O arrebatamento foi feito por alguém em 1800, e a história se disseminou entre alguns grupos que ainda acreditam nisso hoje. A simples verdade é que isto não é bíblico, nem nunca foi a posição histórica da igreja cristã", disse Craig em um artigo sobre o assunto, publicado pelo Charisma News.

LaHaye respondeu, argumentando que quem afirma que o "chamado arrebatamento simplesmente não é verdade" ou que a interpretação "foi concebida em 1800" obviamente, não crê na Palavra de Deus: a Bíblia. LaHaye deu esta declaração ao Charisma News:

"A Palavra de Deus é nada mais nada menos que as palavras dadas por Deus e Ele disse exatamente o queria dizer. Aqueles que não acreditam no arrebatamento não entendem que o primeiro ensinamento do arrebatamento remete ao primeiro século, quando o Espírito Santo inspirou o apóstolo Paulo a escreve-lo na Sagrada Escritura.

Não acreditar no arrebatamento não significa que você não é um cristão. Assim como alguns dos meus amigos, Craig é um Amilenista, que como Agostinho no século 5, ensinou que a Palavra de Deus foi inspirado e deve ser tomada literalmente, exceto para as profecias, e eles estavam a tomar espiritualmente, alegórica ou simbólica.

O problema com isto é que elimina 28 por cento da Bíblia de nosso entendimento e tira a 'bem-aventurada esperança da volta de Cristo' para a Sua Igreja, que é claramente ensinada em Tito 2: 12-14. Craig e os que pensam como ele precisam ler o meu livro "Um Rápido Olhar Sobre o Arrebatamento e A Segunda Vinda", pois nele examino as 15 diferenças entre o arrebatamento e a Segunda Vinda. Ocorrem pelo menos sete anos de diferença porque eles estão separados por sete anos de tribulação, que o Senhor Jesus advertiu que algum dia viria a esta Terra como o pior momento de toda a história do mundo (Veja Matt.14: 21)

A boa notícia, mesmo para os Amilenistas como Craig, é que se eles acreditam e aceitaram Jesus como seu Senhor e Salvador do pecado, eles vão subir no arrebatamento como o resto de nós.

João 14: 1-6 diz: 'Não deixe seu coração ser incomodado, você acredita em Deus, crede também em mim Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu teria dito que eu vou.. preparar um lugar para você E se eu for e preparar um lugar para vós, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para. que onde eu estou, estejais vós também e onde eu vou vocês sabem, e do jeito que você sabe. . Disse-lhe Tomé: Senhor, não sabemos para onde vais, e como podemos saber o caminho? Jesus disse-lhe: 'Eu sou o caminho, ea verdade, ea vida. Ninguém vem ao Pai senão por mim'.

Eu certamente espero que aqueles que optaram por não acreditar no arrebatamento encontrarão qualificações de Jesus para a salvação, dessa forma, durante o êxtase, podemos discutir o assunto com mais detalhes".

Com informações do Charisma News

*Tradução por João Neto - www.guiame.com.br 

veja também