Bianca Toledo: "Para que Jesus seja o nosso Senhor, não basta crermos nEle"

Convidada para ministrar a Palavra e dar o seu testemunho no Culto "Mulheres Diante do Trono", a cantora, missionária e escritora falou sobre salvação, renúncias e milagres.

fonte: Guiame

Atualizado: Sexta-feira, 30 Maio de 2014 as 11:09

Bianca Toledo: "Para que Jesus seja o nosso Senhor, não basta crermos nEle"Na última quarta-feira, 28/05, Bianca Toledo participou do Culto Mulheres Diante do Trono, na Igreja Batista da Lagoinha. A programação reuniu milhares de mulheres e contou com momentos de louvor, com Ana Paula Valadão (Diante do Trono) e ministração da Palavra, que ficou por conta da convidada da noite.

Logo em sua saudação, a missionária, cantora e escritora expressou sua alegria em poder compartilhar seu testemunho com tantas mulheres naquela noite.

“Queridas, que bom que vocês vieram. Creio que o Senhor está aqui e que hoje será uma noite de milagre. Amadas, Deus nos ama e anseia derramar do Seu amor em nossas vidas. Ele não nos ama pelo que somos ou somos capazes. Ele nos ama, porque Ele é amor. Talvez, sua consciência não deixe você pensar que o Senhor te ama, mas Ele é maior do que os seus pensamentos”, disse.

Bianca baseou sua ministração na passagem bíblica de Mateus 8, na qual Cristo curou um leproso. A missionária destacou fatores relevantes da mensagem como a salvação em Cristo Jesus e as renúncias que isto traz consigo.

“Acredito que aquele leproso estava necessitando não só de cura exterior, mas também de cura interior. E, mais do que isso, ele também necessitava de salvação. Além do milagre, ele desejava que Cristo entrasse em sua vida e tornasse o seu Senhor. Porém, para que Jesus seja o nosso Senhor, não basta crermos nEle. Nós também temos que negar a nós mesmos e carregar a nossa cruz. Desde o Éden, quando o homem quis se tornar independente de Deus, ele passou a conviver com um vazio interior, um desconforto e uma carência. Por isso carrega hoje muitas sequelas que só em Cristo e na Plenitude do Espírito Santo podem ser curadas”, destacou.

Testemunho
Após falar sobre sua adolescência, Bianca falou sobre a grave enfermidade que a abateu gravemente, durante sua gravidez, levando-a ao estado de coma.

“Aos 29 anos ansiava muito em me casar. Conheci certa pessoa, e em apenas dois meses de relacionamento já estava noiva e planejando o casamento. Então, me casei, e já na lua de mel percebi que não tinha tomado a decisão certa. Mas como conhecia a Palavra de Deus e sabia que o Senhor não se agrada do divórcio, não optei pela separação. No entanto, mesmo em meio a esse casamento conflituoso, o Senhor usou pessoas que iam até mim e diziam que o meu sonho de ter filho iria ser realizado: ‘eu engravidaria’. O sonho se concretizou; porém, quando estava prestes a realizá-lo, a gravidez foi interrompida (aos 8 meses). O meu intestino se rompeu e vi a morte de perto. Já em coma, salvaram o meu bebê, mas não o conheci”’, relatou.

A enfermidade ganhou proporções ainda mais graves e tornou-se uma infecção generalizada, com falência múltipla de órgãos. Somente um milagre poderia salvar a vida dela.

”Permaneci ligada a máquinas, sem perspectiva nenhuma de sobrevivência. Foram mais de 300 transfusões de sangue, falência definitiva de todos os sistemas do organismo, 2 paradas cardíacas de 18 minutos, miopatia severa e multifatorial (paralisia facial e corporal), uma fístula abdominal grande e profunda, além de sequela vocal permanente, sequelas motoras, neurológicas e emocionais. Mas por meio de orações de muitas igrejas, ministérios e amigos que se envolveram em minha luta pela vida, e por um milagre de Deus, os meus órgãos voltaram a funcionar espontaneamente e sem sequelas, surpreendendo e impactando toda equipe médica”, disse.

Em seu testemunho, a missionária também abriu o coração e falou sobre o fim de seu primeiro casamento e restauração que trouxe à sua vida.

“Após 4 meses em que havia voltado para casa, meu marido decidiu pelo divórcio. Foi um momento de muita solidão. No entanto, nesse período e, ainda em processo de recuperação, o Espírito Santo agiu poderosamente, promovendo curas profundas que me tornaram livre para se entregar ao meu chamado missionário”, contou.

Três anos após receber alta do hospital, Bianca se casou novamente, com o Pr. Felipe Heiderich e lidera junto a ele, o Ministério Prova Viva, no qual se dedica ao ensino bíblico e restauração da Igreja.

Com informações da Lagoinha.com

*Imagem: Laís Serra

veja também