Bíblia remanescente do naufrágio do Titanic é exposta nos EUA

Bíblia remanescente do naufrágio do Titanica é exposta nos EUA

fonte: Guiame

Atualizado: Segunda-feira, 5 Maio de 2014 as 1:16

Bíblia remanescente do naufrágio do Titanic é exposta nos EUAO "Museu do Titanic", em Pigeon Forge, no leste do Estado do Tenessee (EUA) colocou em exposição na última quinta-feira, 01/05, a Bíblia é atualmente um dos objetos que lembram o naufrágio, ocorrido em 1912, no Oceano Atlântico (Norte), após uma colisão da embarcação contra um iceberg.

O livro pertencia originalmente ao Rev. Robert J. Bateman, de Bristol (Reino Unido). O pastor viajava no navio para os Estados Unidos, com sua cunhada, Ada Ball.

Ator que representa o Rev. Robert J. Bateman no Museu interativo do Titanic em Pigeon Forge, Bob Thone explicou à emissora local de TV, WBIR como o livro tem chegou ao Estado do Tenessee.

"Bateman , na noite do naufrágio entregou a Bíblia à sua cunhada, Ada Ball, a qual ele colocou em um bote salva-vidas e, em seguida, ela devolveu o livro para sua irmã - esposa do pastor - Emily. Em seu leito de morte, ela deu a Bíblia ao Dr. Harry Upperman, do Seminário Baxter, aqui do Tennessee", disse.

O Rev. Bateman nos EUA por um curto período de tempo, antes de sua viagem fatídica no Titanic. O pastor fundou a igreja "Popular Tabernacle Church", em Knoxville em 1890 e depois se mudou para a Flórida. Ele embarcou no Titanic depois de visitar sua cidade natal, na Inglaterra por alguns meses.

John Joslyn - dono do Museu do Titanic - disse à WVLT TV que é um "privilégio" para o seu museu, exibir a Bíblia histórica.

"Ele [Bateman] ajudou sua cunhada, colocando-a a bordo de um bote salva-vidas naquela noite e ele lhe entregou. Aqui estamos, 102 anos depois e nós somos capazes de exibir esta Bíblia, é um privilégio para nós", celebrou.

Juntamente com a sua localização (Pigeon Forge) o Museu do Titanic também tem um segundo local, em Branson , Missouri (EUA).

A localização de Pigeon Forge consiste em um grande edifício, construído e pintado como o próprio Titanic. O local contém mais de 400 artefatos pessoais e privados em exposição.

Além disso, o museu proporciona aos visitantes, uma experiência interativa, na qual é possível encontrar atores interpretando os papéis dos passageiros do Titanic, bem como "tocar em um iceberg real, andar por escadarias do navio e os corredores da terceira classe".

Com informações do Christian Post

*Tradução por João Neto

veja também