Bicampeã olímpica, jogadora dos EUA declara sua fé cristã: "Deus pode mover montanhas"

Tobin Heath é integrante da seleção feminina de futebol dos EUA e disse que não é possível suportar as batalhas cotidianas sem Jesus. "Eu preciso dEle, não apenas nessas circunstâncias loucas, mas nas atividades do dia-a-dia".

fonte: Guiame, com informações do Gospel Herald

Atualizado: Terça-feira, 9 Agosto de 2016 as 11:50

Tobin Heath cresceu em uma família cristã e hoje testemunha sua fé em Jesus. (Foto: NBC Olympics)
Tobin Heath cresceu em uma família cristã e hoje testemunha sua fé em Jesus. (Foto: NBC Olympics)

Bicampeã olímpica (duas medalhas de ouro) e campeã da Copa do Mundo de Futebol Feminino, Tobin Heath vem de uma família fortemente envolvida com a fé cristã e também integra grupos de atletas cristãos, como o "Champions for Christ" ("Campeões para Cristo"). Ela assina a premissa de que deve "sempre acreditar".

No último sábado (6), a goleira norte-americana celebrou a vitória de sua equipe contra a França por 1 a 0, no estádio do Mineirão, pelos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

A atleta cristã teve a oportunidade de falar à mídia sobre sua fé em uma entrevista ao site internacional 'Beliefnet' e explicou que se considera abençoada por ter crescido em um lar cristão.

"Eu tive a sorte de crescer em um lar cristão e uma família incrível. A nossa família sempre foi realmente apaixonada por Jesus. Eu tinha uma grande experiência crescendo", disse Heath.

Enquanto Heath, de 28 anos, cresceu rodeada pelos princípios do cristianismo, ensinados por sua família, ela disse como muitas crianças, sempre quis ter sua experiência pessoal com Jesus, mas isso só foi acontecer ao final do ensino médio e início da faculdade, quando ela começou a desenvolver a sua própria fé.

"Eu parei de me esconder atrás da fé da minha família e queria descobrir por conta própria o que estava acontecendo. Eu fiquei super interessada [no cristianismo] e, obviamente, a partir daí, amadureci muito", disse ela.

"Como qualquer um que tem uma relação (com Jesus) sabe, o mais legal é que Ele é infinito, não importa o quanto você aprenda, sempre tem coisas novas sobre Ele. Isso foi algo que me pegou".

Heath disse que ela não pode sequer imaginar como seria enfrentar os momentos - difíceis e cotidianos - da vida sem seu relacionamento com Jesus.

"Muito disso se baseia no fato que eu preciso dEle, não apenas nessas circunstâncias loucas, mas nas atividades do dia-a-dia", contou.

"Durante o período da Copa do Mundo [feminina], vivi como em uma montanha-russa, mas foi legal poder simplesmente ver Sua mão sobre todas as coisas. É muito mais do que apenas ganhar ou perder. Há tantos relacionamentos que vão mais fundo do que isso. Ele tem um plano em tudo. Você tem que confiar nisso. Mesmo que Ele não te apresente o resultado que você considera ser o ideal. O que quero dizer é que: todos querem ser vencedores. Você tem que confiar que Deus tem um plano maior, mesmo que você não possa vê-lo", destacou.

Heath também não perdeu a oportunidade de se expressar maravilhada diante da grandeza de Deus.

"A profundidade de quem Ele é e Seu caráter são insondáveis. O fato de que podemos conhecê-Lo um pouco é tão legal. Ele nos conhece por dentro e por fora. É notável em muitos aspectos. Quando tento pensar nEle, simplesmente reajo com temor. Isso me humilha em qualquer situação. Quando eu preciso de força em tempos difíceis, eu sei que tenho um Deus que pode mover montanhas", explicou.

"Se eu estou passando por um momento de sucesso, posso me regozijar no Senhor e dar glórias a Ele, sabendo que Ele me deu os dons de ser para realizar tudo o que consegui até hoje. Tudo acaba se voltando a Ele", finalizou.

veja também