Big Bang e Teoria da Evolução: Será, Francisco?

O "Big Bang" seria uma possibilidade como qualquer outra "teoria" também seria, já que o mito do Gênesis, como mito, abriria espaço para tudo o que se quizesse. Só que temos pelos menos três básicos e grandes problemas aí.

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Quarta-feira, 29 Outubro de 2014 as 3:52

Big Bang e Teoria da Evolução: Será, Francisco?Será Francisco? Talvez! Se as Escrituras forem tomadas, hermeneuticamente, de modo alegórico, como sempre o catolicismo fez, sim.

O "Big Bang" seria uma possibilidade como qualquer outra "teoria" também seria, já que o mito do Gênesis, como mito, abriria espaço para tudo o que se quizesse. Só que temos pelos menos três básicos e grandes problemas aí:

1) O texto bíblico fala claramente não de uma "evolução", mas de uma "criação", ex nihilo inclusive - Deus fez a terra, as plantas, as aves, os répteis, os mamíferos, o homem - e tudo fez em "idade madura" e em dias, não em eras (é realmente uma questão de fé!);

2) Se atribuirmos uma interpretação não literal ao início de Gênesis, teremos que fazer o mesmo com o restante dele, posto não haver quaisquer precedentes na narrativa para se fazer concessão aos primeiros momentos da história - o problema ficaria ainda maior já que Noé, Abraão, Isaque, Jacó, tudo o mais no primeiro livro da Torá, teria que ser revisto;

3) O "Big Bang" é tão somente uma "teoria"! Uma sugestão científica apenas, baseada em elementos que não podem ser provados/comprovados empiricamente (em laboratório) por não termos como saber quais eram e sob que circunstâncias agiram (é que não havia ninguém lá para dar uma checadinha!). Nesse sentido é preciso tanto ou mais "fé" para se crer que o Universo é auto-criado ou, que tudo evoluiu de um processo aleatório e independente do Criador. Não nos esqueçamos que "não vida" não pode gerar "vida" (Lei da Biogênesis) e que os "elos" estão, de fato, "perdidos".

Sola Scriptura!

Por Bruno Brandão - Pastor da Igreja de Atos (Fortaleza - CE) e escritor

veja também