Billy Graham fala sobre tentativa de suicídio: "Não carregue o fardo da culpa"

O líder evangélico indica que Deus vai, de fato, perdoar aqueles que fizeram esse ato tão terrível, porque Ele é cheio de graça ilimitada e bondade e quer oferecer o seu perdão a quem pedir.

fonte: Guiame, com informações do Christian Post

Atualizado: Sexta-feira, 6 Maio de 2016 as 11

Graham afirma que "Deus tem uma quantidade infinita de amor por todos os seus filhos". Foto: Reprodução).
Graham afirma que "Deus tem uma quantidade infinita de amor por todos os seus filhos". Foto: Reprodução).

Os cristãos depressivos precisam ver a segunda chance em suas vidas como uma bênção e entender que Deus já lhes perdoou sobre sua tentativa de suicídio. É o que diz o reverendo Billy Graham. O chefe da Associação Evangelística Billy Graham, escreveu em um post recente para o Kansas City Star que aqueles que tentaram tirar a própria vida precisam seguir em frente em vez de “chafurdar” nos erros do passado.

O líder evangélico indica que Deus vai, de fato, perdoar aqueles que fizeram esse ato tão terrível, porque Ele é cheio de graça ilimitada e bondade e quer oferecer o seu perdão a quem pedir.
"Deus te ama, e a sua bondade para com você é a prova de que isso é verdade", disse o ministro Batista, citando o Salmo 116: 7-8 onde se lê: "Volte para o seu descanso, minha alma, pois o Senhor tem sido bom para você. O Senhor me livrou da morte".

Como pode ser visto através da morte e ressurreição de Jesus na cruz, Deus tem uma quantidade infinita de amor por todos os seus filhos. "Se você tivesse sido a única pessoa no mundo que precisava ser perdoado, Jesus Cristo ainda teria sacrificado sua vida por você", escreveu Graham.

Em última análise, ninguém é perfeito, no entanto, Deus nos oferece a graça de qualquer maneira, como visto em Tito 3: 3-5: "Ao mesmo tempo que nós também éramos insensatos [...] Mas a bondade e o amor de Deus, nosso Salvador, Ele nos salvou”.

"Por uma simples oração de fé, aceitamos o dom do perdão de Deus, pedindo a Cristo que entre na sua vida hoje. Não carregue o fardo da culpa e dúvida por mais tempo, mas com alegria entregue se a Jesus", conclui Graham.

Pecado Imperdoável

O tema do suicídio foi discutido na igreja evangélica, com alguns cristãos argumentando que o ato de dar cabo de sua própria vida é um "pecado imperdoável" e que encaminha o individuo para o inferno.

Kay Warren, esposa do Pastor Rick Warren da Igreja Saddleback, na Califórnia, perdeu seu filho que se suicidou em 2013 depois dele sofrer anos de doença mental. Kay disse ao site americano The Christian Post em 2015 que, apesar da crença de alguns cristãos de que o suicídio é um "pecado imperdoável", ela acredita que seu filho está no céu com Deus.

"Eu estou completamente confiante da salvação de Matthew. O suicídio é um pecado? Sim, o suicídio é um pecado porque ele quebra com o plano e a vontade que Deus tem para nós. Mas Jesus morreu por todos os meus pecados, incluindo aquele em que Ele morreu na cruz", disse.

"É imperdoável? Não, não do que eu possa entender. Eu penso sobre Romanos 8, onde Paulo diz que não há nada, nem na vida e nem a morte, nem anjos, nem principados, nem demônios, nem coisas do alto. Nada pode nos separar do amor de Deus por meio de Cristo Jesus, nosso Senhor. Então, eu tenho total confiança em quem confiou em Jesus para a sua salvação. É assim que deve permanecer, forte, seguro e estável ", Kay continuou.

Kay disse ainda: "Não importa se eu tirar minha própria vida ou se eu morrer de câncer, ou se eu bater meu carro. Se a minha salvação está em Jesus então estou segura. Então, eu estou muito confiante e eu adoraria ser capaz de tranquilizar o luto dos membros da família que escrevem para mim que estão muito confusos ou ansiosos", concluiu.

veja também