Cacique é batizado durante missão evangelística no interior do Amazonas

Segundo Marivaldo Brandão, pastor da região, quando o Cacique viu o movimento dos 'calebes', se convenceu e decidiu ser batizado.

fonte: Guiame, com informações do site Notícias Adventistas

Atualizado: Sexta-feira, 22 Julho de 2016 as 5:07

Durante toda a missão, mais de 50 pessoas decidiram ser batizadas e passaram a fazer parte da congregação nestas comunidades. (Foto: Reprodução).
Durante toda a missão, mais de 50 pessoas decidiram ser batizadas e passaram a fazer parte da congregação nestas comunidades. (Foto: Reprodução).

Duas comunidades indígenas, Kanamari e Maguari, ficam cerca de 30 minutos distantes de Maraã, interior do Amazonas. Essas localidades são acessíveis apenas por via fluvial. Apesar disso, mais de 35 jovens participaram do projeto Missão Calebe, promovido pela Igreja Adventista, na região.

Durante um período deste mês, eles se mobilizaram em lanchas, canoas e rabetas (transportes usados em rios) para chegar até as duas comunidades. Foi em Kanamari que o grupo conheceu Iracema Duarte da Silva, que há dois anos conheceu o evangelho durante uma série evangelística.

Desde que se converteu, Iracema tem convidado seu esposo, Euzebio da Silva, cacique da tribo, para participar dos cultos. O líder indígena frequentava, mas faltava algo para tomar a decisão de entregar sua vida a Jesus. Foi neste momento que entrou o trabalho do “Missão Calebe” e acabou fazendo grande diferença.

Marivaldo Brandão é o pastor que atende a localidade. Ele conta que o projeto “Missão Calebe” estimulou a decisão do cacique. “Quando ele viu o movimento dos calebes, convenceu-se e decidiu ser batizado”, conta. Além de Euzebio, seu filho Isaías, de dez anos, tomaram a decisão de seguir a Cristo.

Trabalho com adolescentes

Em Kanamari, a Igreja Adventista indígena possui muitos jovens e adolescentes, mas faltava um trabalho focado nos adolescentes. Então, o grupo de missionários, chamados de “os calebes”, se mobilizaram e fundaram o primeiro clube no local, com mais de 30 participantes. Já em Maguari, não havia presença adventista. Ali, os calebes também cumpriram a missão e realizaram uma campanha com estudos bíblicos durante um período de tempo.

Durante toda a missão, mais de 50 pessoas decidiram ser batizadas e passaram a fazer parte da congregação nestas comunidades. Para o pastor Marivaldo, o trabalho teve muitos desafios, todos superados com a ajuda de Deus. “Estou muito feliz de ver esse resultado em nossa região”, comentou.

Confira uma matéria sobre a missão:

veja também