Casal de adventistas poderá fazer a prova do Enem após às 18h, neste sábado

Segundo o edital do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira do Ministério da Educação (MEC), os sabatistas só devem fazem fazer as provas às 19h pelo horário de Brasília.

fonte: Guiame, com informações do G1

Atualizado: Sábado, 24 Outubro de 2015 as 4:48

Vitória e Gabriel são da Igreja Adventista do Sétimo Dia e farão a prova do Enem às 19h
Vitória e Gabriel são da Igreja Adventista do Sétimo Dia e farão a prova do Enem às 19h

Um casal de namorados de Alagoas conseguiu uma autorização especial para fazer a prova do Enem só depois das 18h. Gabriel Alcântara e Vitória dos Santos (ambos de 17 anos de idade) são Adventistas do Sétimo Dia e por conta disso, solicitaram que fizessem a prova neste horário à parte.

Segundo o edital do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira do Ministério da Educação (MEC), os sabatistas - que guardam o sábado por conta de sua crença religiosa - só devem fazem fazer as provas às 19h pelo horário de Brasília.

Vitória tem facilidade com matérias ligadas à área de humanas, já Gabriel é bom na área de exatas. Apesar das diferenças em suas aptidões, ambos decidiram estudar juntos para a prova.

"O namoro ajudou muito. Nos domingos passávamos horas estudando e um sempre ajudava o outro nas matérias em que tínhamos mais dificuldades", contou Vitória.

Também sabatista, a estudante Yasminn Santos, de 18 anos pretende cursar nutrição e contou que também fará a prova no mesmo horário que Gabriel e Vitória..

"A minha religião pede para guardar o sábado. Então, entramos no horário normal e esperamos até às 18h para começar a fazer a prova", conta Yasminn, que está cursando agora o 3º ano do ensino médio.

Só em Alagoas, mais de 150 mil estudantes se inscreveram para as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que acontecem neste sábado e no próximo domingo (25).

De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), 150.842 pessoas tiveram a inscrição validada para este ano.

veja também