Com propostas como legalização do aborto, Novo Código Penal começa a ser votado hoje no Senado

Representantes cristãos de dentro e fora do senado têm se mobilizado para protestar contra pontos deste projeto que vão contra os direitos da Família, como a volta do PLC 122 e própria legalização do aborto.

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Terça-feira, 16 Dezembro de 2014 as 10:55

Com propostas como legalização do aborto, Novo Código Penal começa a ser votado hoje no SenadoO Projeto de Lei (PLS 236/2012) que propõe uma reforma no Código Penal Brasileiro já está pronto para começar ser votado no Senado, a partir desta terça-feira, 16/12.

Às 14h de hoje, deverá ser votado primeiramente o Estatuto da Família e amanhã (quarta-feira, 17/12) a legalização do aborto.

Representantes cristãos de dentro e fora do senado têm se mobilizado para protestar contra pontos deste projeto que vão contra os direitos da Família, como a volta do PLC 122 e própria legalização do aborto.

A psicóloga Marisa Lobo, a advogada Damares Alves, o senador Magno Malta e o deputado Marco Feliciano são alguns dos que têm alertado sobre os perigos deste projeto e convocado a todos que se posicionem - seja nas redes sociais ou entrando em contato com os senadores de seus respectivos Estados - contra estas propostas que se ferem os direitos da Família.

Conhecida por militar incessantemente contra a legalização do aborto, Marisa Lobo tem usado as redes sociais para fazer esta convocação, pedindo que os cidadãos liguem para o "Alô Senado" e se manifestem.

"Os artigos que falam sobre aborto são dos mais polêmicos, com grupos que desejam inserir estratégias para facilitar e permitir esta prática", disse ela.

Fazendo coro com a psicóloga cristã, o senador Magno Malta solicitou na semana passada - por meio da divulgação de um vídeo nas redes sociais - que cada cidadão entrasse em contato com os senadores de seus respectivos Estados.

"Quero convocar a todos vocês, que estão nas redes sociais: cada Estado tem três senadores. Entrem em contato com os senadores de seus Estados, para que no Plenário, os destaques que têm que ser feitos, qualquer um deles, que afronte ou atente contra os princípios da Família, que este senadores estejam unidos em nome de suas famílias, para derrubarmos tudo isso", pediu.

Clique no vídeo abaixo para conferir o recado do senador Magno Malta:


Para falar com o "Alô Senado", ligue para 0800 612211 de segunda a sexta, das 8h às 19h.

Por João Neto - www.guiame.com.br 

veja também