Convertido há 11 anos, Maguila fala sobre doença: “Enquanto eu estiver vivo, eu estou lutando”

Internado no ano passado com Mal de Alzheimer e demência pugilística, Maguila e sua esposa revelam a fé em meio as dificuldades da doença.

fonte: Guiame, com informações de Record

Atualizado: Terça-feira, 10 Fevereiro de 2015 as 10:47

 

Internado há 9 meses com Mal de Alzheimer, o ex-pugilista Adilson Rodrigues, o Maguila, deu sua primeira entrevista depois de um ano sem exposição na mídia.

“Foi o momento que Deus escolheu, e a gente vai abrir isso para todo o público, e mostrar para o povo brasileiro continuar orando, porque essa força vem de Deus e o impossível é para Ele, não é para nós. E eu tenho certeza que Ele vai fazer o melhor”, disse a esposa de Maguila, Irani Pinheiro.

Na reportagem feita pela TV Record, o ex-lutador foi homenageado pelo apresentador Geraldo Luís. Maguila vive uma luta diária contra o Mal de Alzheimer e a demência pugilística, doença atribuída aos socos sofridos nos ringues. 

“A luta só para quando a gente morre. Enquanto eu estiver vivo, eu estou lutando. Quero viver muito”, disse Maguila. “Campeão é campeão, eu não paro de lutar”.

“Cada um tem que passar por uma coisa nessa terra. Sei que o Maguila foi escolhido por Deus, e venceu. Algum sinal Deus está mostrando pra gente através dessa fase que estamos passando”, disse Irani.

Conversão

Convertido ao Evangelho e batizado desde 2004, o maior campeão brasileiro peso pesado de todos os tempos é membro de uma igreja da Congregação Cristã do Brasil, no bairro Vila Ré, na Zona Leste de São Paulo.

“A primeira pessoa da família a ir em uma igreja evangélica foi minha esposa, isso há muito tempo. Depois foi meu filho Adilson Jr. Eu até nem gostava muito de crente, achava que eles eram muito arrogantes, muito certinhos e cheio de pose, mas um dia fui à igreja, vi, ouvi, fiquei e me batizei. E estou lá até hoje”, disse o lutador em entrevista ao Jornal Palavra, em 2011. 

Maguila revelou que mantém a fé orando e lendo a Bíblia diariamente, mas alertou: “Olha não sou fanático. Não quero servir de exemplo para ninguém. Jesus é quem garante a salvação. Ele é quem deve ser o maior exemplo. Eu sou o mesmo Maguilão.”

 

Assista a reportagem:

veja também