"Cristãos celebram a páscoa na data errada", diz pastor

O pastor Mark Biltz afirmou que os cristãos estão se desviando cada vez mais da data correta sobre a celebração do Domingo de Páscoa, como refletido na Bíblia Sagrada.

fonte: Guiame, com informações do Christian Today

Atualizado: Sábado, 26 Março de 2016 as 3:46

Pastor Mark Blitz é autor do livro  "Luas de Sangue: Decodificando os Iminentes Sinais Celestiais" (Imagem: Reprodução / Youtube)
Pastor Mark Blitz é autor do livro "Luas de Sangue: Decodificando os Iminentes Sinais Celestiais" (Imagem: Reprodução / Youtube)

Os cristãos estão agora ansiosos para comemorar o domingo de Páscoa, o dia mais sagrado para os fiéis cristãos, depois de comemorar a paixão e morte de Jesus Cristo.

No entanto, um pastor acredita que os cristãos têm comemorado o dia da ressurreição de Jesus na data errada - possivelmente um mês antes da correta, referente ao aniversário da Sua crucificação.

O pastor Mark Biltz, líder do Ministério 'El Shaddai', afirmou que os cristãos estão se desviando cada vez mais da data correta sobre a celebração do Domingo de Páscoa, como refletido na Bíblia Sagrada.

"Por que os crentes celebram a ressurreição do Messias antes da data real de sua morte? Isto é o que acontece quando seguimos as tradições dos homens, em vez de a Bíblia", disse Biltz, autor do livro "Luas de Sangue: Decodificando os Iminentes Sinais Celestiais", em um artigo para o site internacional WND.

O pastor explicou que de acordo com Levítico 23:5, a Festa da Páscoa - quando Jesus teve a sua última ceia com os discípulos - deveria ser celebrada no dia 14 do primeiro mês.

Blitz disse que isso não se refere ao mês de janeiro, como a maioria das pessoas iria interpretar este versículo da Bíblia. Em vez disso, refere-se ao 'Nisan', o primeiro mês do calendário bíblico, ou no pôr do sol de 22 de abril, após a data do domingo de Páscoa deste ano, que cai no dia 27 de março.

O pastor exortou os cristãos a reexaminar as Escrituras e começar a usar o calendário bíblico novamente como base para celebrações.

"A principal razão para os cristãos em retornar ao calendário bíblico é entender os eventos proféticos e as profecias", disse Blitz.

"A profecia bíblica é cumprida de acordo com o calendário bíblico. Se queremos entender o que está vindo profeticamente, precisamos estar nessa agenda. Como podemos fazer a conexão com o que o Senhor fez no passado e esperamos entender o que Deus fazer no futuro, se não estamos fazendo essa conexão inicial?", questionou.

veja também