Cristãos da Venezuela oram pela recuperação de seu país: "Precisamos nos voltar para Deus"

Os venezuelanos têm enfrentando escassez de alimentos e água, além da inflação disparada, apesar de ser o quinto maior exportador de petróleo do mundo. O presidente Nicolás Maduro está sendo pressionado a aprovar um referendo que poderia retirá-lo do cargo.

fonte: Guiame, com informações do Christian Today

Atualizado: Terça-feira, 31 Maio de 2016 as 12:15

Venezuelanos saem às ruas para protestar contra o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro. (Foto: Reuters)
Venezuelanos saem às ruas para protestar contra o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro. (Foto: Reuters)

Os cristãos estão clamando por misericórdia na Venezuela, implorando a Deus que Ele intervenha na situação do país e para que a nação se coloque novamente aos Seus pés em meio ao caos e a confusão após a declaração de estado de emergência pelo líder socialista, o presidente Nicolás Maduro, segundo relatórios da CBN News.

Os críticos do atual governo estão culpando Maduro pela crise econômica. O presidente também está sendo pressionado a aprovar um referendo que provavelmente poderia retirá-lo do cargo.

Os venezuelanos têm enfrentando escassez de alimentos e água, além da inflação disparada, apesar de ser o quinto maior exportador de petróleo do mundo.

Mas a situação se agravou nas últimas semanas, enquanto o governo tomou uma sequência de medidas desesperadas. Para economizar energia, por exemplo, o governo fechou muitos dos seus escritórios e apenas dois deles abrem durante meio período a cada semana, segundo o 'New York Times'.

Os tribunais e outras repartições públicas também passam a maior parte do dia fechados. O governo ainda transformou o escritório de seu defensor público em um banco de alimentos para os funcionários do governo, de acordo com 'NYT'.

A prestação de serviços públicos, como Eletricidade também está sendo mantida em racionamento, e grandes áreas do país passaram meses com pouca quantidade desses recursos.

O sistema de saúde também se desintegrou, considerando faltam medicamentos e equipamentos básicos nos hospitais, de acordo com a CBN News.

Muitos venezuelanos estão deixando o país em busca de uma vida melhor nos Estados Unidos. Muitos dos que ficaram para trás só podem se voltar a Deus, clamando por misericórdia.

Igrejas de Caracas (capital do país) recentemente organizaram uma caminhada de oração. Milhares de pessoas saíram às ruas principais da cidade, clamando a Deus para que aliviasse o sofrimento da nação.

Sob o slogan "Eu oro pelo meu país", dezenas de cristãos marcharam e oraram pela unidade da iIreja e para que Deus finalmente intervenha para acabar com a situação caótica da Venezuela.

"Nós precisamos nos voltar para Deus. Clamemos ao Senhor e vamos pedir-lhe por intervenção", disse o pastor Jaime Perez.

"Estamos motivados, mais do que nunca, para orar pela Venezuela, porque a situação é muito crítica", disse o pastor Enrique Soto, da Igreja Maranatha. "Somente a oração e a unidade do corpo de Cristo vai tornar o país melhor".

A crescente crise econômica da Venezuela está tomando este rumo, também devido aos baixos preços do petróleo - principal produto de exportação do país. Um período de seca também prejudicou a capacidade do país em gerar energia hidrelétrica e um longo declínio na fabricação e produção agrícola, de acordo com o NYT.

O governo da Venezuela diz que os problemas são o resultado de uma "guerra econômica, que está sendo travada por elites que estão acumulando suprimentos, bem como os esforços do governo americano em desestabilizar o país".

Mas a maioria dos economistas concorda que a Venezuela está sofrendo por anos de uma má gestão econômica, incluindo o excesso de dependência de controles de petróleo e de preços que levaram muitas empresas a parar de produzir.

A maioria dos venezuelanos parecem resignados com a situação em que estão. "Estamos nas mãos de Deus agora", diz Luis Ríos, um residente Caracas, ecoando uma frase comumente ouvida no país.

veja também