​C​ristãos devem ​ir à cerimônias de casamentos homossexuais​ ​de amigos ou familiares​?

​​​"​Esta é uma pergunta muito difícil​", responde Moore​. ​"Eu realmente compreendo​​ os processos de pensamento​s​ daqueles que o fazem.​ ​Mas, pessoalmente, eu não posso aconselhar ​nenhum cristão ​de ir ​a ​uma cerimônia de casamento gay​,​ por qualquer motivo.​"​

fonte: Guiame, com informações de The Christian Post

Atualizado: Terça-feira, 17 Março de 2015 as 9:20

Imagem Ilustrativa: Topo de bolo de um casamento homossexual.
Imagem Ilustrativa: Topo de bolo de um casamento homossexual.

 

Matt Moore, colunista do The Christian Post​​, responde a questão enviada a ele: "Os cristãos devem participar d​e​ cerimônias de casamento entre homossexuais que são entes queridos​?"

​"​Esta é uma pergunta muito difícil​", responde Moore​. ​"Eu realmente compreendo os processos de pensamentos​ daqueles que o fazem. Mas, pessoalmente, eu não posso aconselhar nenhum cristão de ir a uma cerimônia de casamento gay,​ por qualquer motivo."​

Abaixo​, Moore​ ​discorre sobre a participação de cristãos nestas cerimônias, junto com os pensamentos e falhas ​comuns:

​Razão número 1 aparentemente boa:

Os cristãos amam os seus amigos e família​,​ e ​querem vê-los felizes. É natural que se comemore, ao lado de nossos entes queridos, ocasiões alegres de sua vida - independentemente do local ou ocasião. Então, é tão errado celebrar a felicidade de um ente querido, ​mesmo que a ide​ia de um casamento homossexual ​não esteja de acordo com a Bíblia? ​Se ​os amamos verdadeiramente, não devemos ir?

Minha resposta:

Eu entendo que precisamos e queremos amar essas pessoas em nossas vidas. Mas é o amor de Cristo que deve ​nos controlar​ - não o nosso amor por amigos incrédulos. Por favor, me escute com cuidado ​para não torcer as minhas palavras: devemos amar nossos amigos descrentes de maneira apaixonada​. Só estou dizendo que devemos amar a Deus ainda mais. Eu sei que muito do evangeliquês moderno nos diz​, basicamente,​ que devemos amar a Deus e as pessoas no mesmo nível.​

​M​as a Bíblia é clara em dizer​ que devemos amar a Deus acima de todas as coisas.​ E se queremos amá-Lo supremamente, não podemos nos alinhar com uma celebração que Ele odeia. A celebração da união de dois homens ou duas mulheres é uma celebração que zomba da vontade e desígnio de Deus para a humanidade. Além disso, amar as pessoas de uma forma que não seja congruente com a maneira como Deus ama,​ não é ​um​ amor puro. Sim, Jesus comia, bebia e conversava com os pecadores em seu tempo na terra. Ele demonstrou, lindamente,​ o comportamento piedoso, misericordioso e de​ não-condenação. Mas será que Jesus ter

​ia​ ido, em espírito de amor e apoio, para uma cerimônia de casamento homossexual? A maioria de nós concordaria.​ ​Mas ​Ele não teria ido​. Jesus ​tinha os incrédulos ao seu redor,​ não glorificava​ o seu pecado, e essa é a maneira que devemos amá-los também. A cerimônia de casamento gay glorifica e celebra o pecado,​ e se nós comparecermos​ a fim de "amar", estamos praticando um tipo de amor que Deus não ​ama.

​Razão número 2​ aparentemente boa:

Cristãos querem preservar suas relações com os incrédulos,​ tentando ganhar a Jesus. A maioria dos cristãos que enfrentam esta decisão temem que, se não forem para a cerimônia, a relação com seu amigo ou membro da família ​seja totalmente danificada​. Eles se sentem pressionados a participar do evento apenas para manter o relacionamento e uma linha de comunicação aberta, para compartilhar a esperança de Jesus. 

​É tão ruim participar de um casamento gay​, mesmo que​ a motivação seja​ assegurar os próximos anos de amizade por causa do evangelho?

Minha resposta:

Esta é a única ​resposta ​difícil para mim. Gostaria de​ participar de uma cerimônia de casamento gay apenas por esse motivo. Eu não iria em apoio a ocorrência amorosa, mas em antecipação,​ com medo de nunca falarem​ comigo de novo,​ e minha influência para Cristo acabar​. Mas o meu conselho para cristãos bem-intencionados é: a) não comparecer à cerimônia é um testemunho maciço do​ caráter e verdade de Deus, e b) confie​ no Senhor a alma do seu ente querido.

​É importante que o mundo saiba que Deus não é apenas amoroso, mas santo. Mas ​nos dias atuais, em que o evangeliquês​ oculta o​ pecado e até mesmo começou​ a abraçar o comportamento homossexual como ​algo ​bom; acho​ de extrema importância que,​ em nossos testemunho​s individuais,​ nos esforcemos para comunicar que, ​ainda que Deus ame as pessoas, Ele não ​deixa de lado o pecado delas. E se eles não se ​converterem de um estilo de vida pecaminoso​, Ele vai condená-los eternamente. Sim, Deus é amor. Sim, Deus é misericordioso e piedoso. Mas o amor, a misericórdia e a graça de Deus estão envolvidas em santidade,​ e é por isso que o seu Filho foi morto em uma cruz por nossos pecados. Deus odeia o pecado. Se queremos que as nossas vidas mostre​ a​os incrédulos o verdadeiro caráter de nosso amoroso e santo Deus, devemos ser pessoas diferentes​ dos males deste mundo. Um cristão que não vai a este tipo de cerimônia, ​testemunha a santidade de Deus - uma característica Dele que​, acredite, ainda existe. Agora, um​ cristão maduro não rejeita o convite de maneira hipócrita em ​julgamento, ​mas com​ um espírito manso e humilde. No entanto, a decisão de não participar da cerimônia provavelmente irá fazer com que o amigo gay ou membro da família se ofenda​. É quase certo que eles ​irão reagir com indignação. ​Infelizmente, as ​chance de​ que ​seu relacionamento com a pessoa mude são altas. É aí que o cristão deve confiar em Deus.

​Se você seguir o Senhor nesta situação, ​​significa que o ​Evangelho​ tem​ influência na vida daquela pessoa​, e não o contrário. Você só tem que confiar no Senhor a sua alma. Ele não está limitado em recursos, e não é exclusivamente dependente de você para trazer essa pessoa para Si mesmo. Seus anos de fidelidade a esta pessoa amorosa - incluindo sua fiel decisão de não assistir a sua cerimônia de casamento - comunica o caráter do justo e verdadeiro Deus, e só Ele pode salvá-lo. Não deixe que os inimigos de sua alma tragam​culpa sobre você, ​que fez​ a coisa certa. Você fez bem, amado. ​E​ bem testemunhado.

 

 

veja também