"Cristãos devem preservar uma cultura de casamentos simples", diz John Piper

Em vez de ceder à pressão da sociedade para um casamento caro, Piper sugere que o matrimônio seja centrado em torno do "significado de Cristo, exaltando o casamento".

fonte: Guiame, com informações do Christian Post

Atualizado: Quarta-feira, 8 Junho de 2016 as 2:23

O pastor abordou o tema em um post recente. (Foto: Reprodução).
O pastor abordou o tema em um post recente. (Foto: Reprodução).

Casais cristãos devem se esforçar para promover uma cultura de simplicidade e alegria ao planejar seu casamento, evitando a triste pressão de gastar muito dinheiro em seu casamento. É o que diz John Piper, fundador e mestre da “Desiring God”.

O pastor abordou o tema em um post recente, convidando igrejas e casais para solidificar o caminho e assim formar uma cultura de simplicidade em um mundo que está focado em casamentos altamente elaborados com roupas caras, entretenimento e comida.

Em vez de ceder à pressão da sociedade para um casamento caro, John Piper sugere que o matrimônio seja centrado em torno do "significado de Cristo, exaltando o casamento, a impressionante importância dos votos, a preciosidade das pessoas e não a roupa, as flores, a localização, a música e toda a produção que pode tornar o ato de Deus no casamento parecer um prelúdio para uma grande festa", pontuou.

Isso não quer dizer que um casal não deve adicionar elementos especiais em seu casamento se eles forem capazes de pagar. No entanto, o foco principal deve ser a alegria de Deus. “Não há correlação”, Piper explica, “entre ser rico e ser alegre, sugerindo que, de fato, a despesa excessiva possa conduzir a uma menor alegria, uma vez que envolve mais stress, aborrecimento e distração”, pontua.

"Este é um apelo aos líderes para cultivar uma expectativa de simplicidade, para que ninguém com menos poder aquisitivo sinta que casamentos simples, com uma recepção simples, sem refeições, sem dança, apenas alegria seja de alguma forma menos honrandos ao Senhor e ao casal. Seria trágico se cultivarmos uma situação como essa", acrescentou Piper.

Novo Testamento

Ele ainda explica que, como cristãos evangélicos, este impulso para a simplicidade pode ser indicado no ensino do Novo Testamento. Enquanto o Antigo Testamento pregou uma religião "venha e veja”, o Novo Testamento prega uma religião "vá e pregue".

Porque o cristianismo evangélico é mais de “vá e pregue”. O que rege o nosso estilo de vida agora é o esforço para mostrar que o nosso tesouro está no céu e não na terra", afirma Piper. Ele diz que o Novo Testamento nos leva para longe do luxo e para perto da simplicidade”, diz o teólogo.

Piper conclui sua mensagem convidando os casais jovens e pastores cristãos a lutar por uma mudança na cultura atual de casamentos. "Deixe o culto, a Palavra e os votos ao Senhor e o amor serem as coisas principais", incentiva Piper. Ele aproveita para convidar casais para que sejam corajosos e radicais para ficar contra uma cultura e mostrar como a verdade, a beleza e a alegria podem ser melhores e dar menos stress e ansiedade.

veja também