Cristãos espalham painéis pela Suíça convidando pessoas a opinarem sobre Jesus

Os anúncios deixam um grande espaço para que o público escreva seus comentários e opiniões.

fonte: Guiame, com informações de Evangelical Focus

Atualizado: Quarta-feira, 30 Março de 2016 as 10:31

Os espaços publicitários espalhados pelas ruas da Suíça Alemã pedem que os cidadãos pensem sobre Jesus Cristo. (Foto: Facebook/Jesus ist - Kampagne)
Os espaços publicitários espalhados pelas ruas da Suíça Alemã pedem que os cidadãos pensem sobre Jesus Cristo. (Foto: Facebook/Jesus ist - Kampagne)

Um grupo de cristãos da Suíça está promovendo uma campanha que pretende despertar o debate e a curiosidade sobre Jesus Cristo na população.

Cerca de 1.500 painéis foram espalhados pelo país convidando pessoas a compartilharem suas opiniões sobre Jesus Cristo.

"Em nossa sociedade, o nome de Jesus se tornou um tabu", disseram os idealizadores da campanha “Jesus ist” (“Jesus é”, em tradução livre).

Os espaços publicitários espalhados pelas ruas da Suíça Alemã pedem que os cidadãos pensem sobre “o homem que tem influenciado a nossa sociedade mais do que qualquer outra pessoa."

Os anúncios deixam um grande espaço para que o público escreva seus comentários e opiniões.


(Foto: Facebook/Jesus ist - Kampagne)

"Nosso calendário está cheio de datas cristãs, e o sistema social na Europa é baseado em valores cristãos. Muitos já ouviram falar sobre Jesus, mas poucos o conhecem", explica o vídeo da campanha.

Os cristãos que estão por trás da iniciativa esperam que as pessoas possam "compartilhar seus pontos de vista sobre Jesus, e que isso os leve a conversas."

A campanha foi impulsionada por cristãos de diferentes origens, incluindo membros da Igreja protestante, igrejas evangélicas livres e o Exército da Salvação.

O custo da ação foi de 250 mil francos suíços (equivalente a cerca de R$ 941.670), sustentado através de doações.

Europa sem Jesus?

Uma pesquisa divulgada em novembro do ano passado constou que 40% dos ingleses não acreditam que Jesus foi uma pessoa real. Por outro lado, 43% dos entrevistados acreditam na ressurreição — embora muitos não concordem que o fato aconteceu como está descrito na Bíblia.

Após a conclusão do estudo, encomendado pela Igreja da Inglaterra e a Aliança Evangélica, as igrejas da Grã-Bretanha iniciaram uma campanha nacional de oração que teve início no primeiro domingo de 2016.

De acordo com Rachel Jordan, conselheira de evangelismo da Igreja da Inglaterra, os resultados da pesquisa revelam uma "geração ausente", já que as congregações na Europa são compostas por adultos e idosos com idades entre 35 e 64. Ela acrescenta que falta investimento nos jovens com idade inferior a 35.

Diante disso, Jordan chegou a conclusão de que a melhor resposta a pesquisa era a oração. "Devemos ter mais confiança, porque Deus é ativo. Mais pessoas estão interessadas do que eu esperava."

veja também