Cristãos se unem para reformar casas em favelas do Rio de Janeiro

O projeto foi idealizado por Ed Rocha, líder do movimento de avivamento Pier49, no Rio. Nele, voluntários de diversas denominações cristãs trabalham juntos para beneficiar as famílias carentes, unindo também suas habilidades profissionais.

fonte: Guiame

Atualizado: Sexta-feira, 9 Outubro de 2015 as 4:11

Voluntário participa de multirão de reforma em comunidade carente do Rio de Janeiro. (Foto: Reprodução/ H2O)
Voluntário participa de multirão de reforma em comunidade carente do Rio de Janeiro. (Foto: Reprodução/ H2O)
A sociedade só é impactada pela igreja quando ela resolve sair dos limites de seus muros. No Rio de Janeiro, o projeto H2O é um exemplo disso — eles enxergaram que melhorar a qualidade de moradia das famílias que vivem em favelas é a melhor estratégia para levar o Evangelho de Jesus Cristo.
 
O projeto foi idealizado por Ed Rocha, líder do movimento de avivamento Pier49, no Rio. Nele, voluntários de diversas denominações cristãs trabalham juntos para beneficiar as famílias carentes, unindo também suas habilidades profissionais. Assistentes sociais, psicólogos, terapeutas, arquitetos, construtores, decoradores e modelistas estão entre a equipe, distribuída em diversas frentes de atuação.
 
Voluntário participa de reforma em uma das casas beneficiadas pelo projeto H2O. (Foto: Reprodução/ H2O)
 
O bazar é uma das formas que a H2O usa para captar recursos para a decoração das casas, mas também uma grande estratégia para se aproximar da comunidade. Ali o projeto é divulgado de forma mais pessoal, e o amor de Deus compartilhado de uma maneira informal, mas profunda. Enquanto isso, uma equipe de arrecadação faz o levantamento dos recursos necessários para cada área, orça os materiais e realiza as compras do projeto.
 

Nas oficinas de produção, os moradores da própria comunidade são convidados para serem voluntários. (Foto: Reprodução/ H2O)

Identificados os problemas e riscos da casa, profissionais da construção apresentam as soluções específicas e adequadas para aquele projeto. A liderança da H2O é quem gerencia as equipes e faz a gestão dos recursos, processos e entrega das chaves.


Moradora entra em sua casa em processo de finalização da reforma. (Foto: Reprodução/ H2O)
 
Os acessórios decorativos das casas ficam por conta da oficina de produção, considerada uma ferramenta muito importante para o H2O. Nela, os moradores da própria comunidade são convidados para serem voluntários, gerando oportunidade de despertar as pessoas para novos meios de geração de renda. 

O trabalho com as crianças locais e moradores de rua também é uma das grandes prioridades do H2O.
 
O trabalho com as crianças locais é uma das grandes prioridades do H2O. (Foto: Reprodução/ H2O)
 
Nas noites do projeto, acontecem as reuniões de avivamento. Ali, as pessoas são conectadas com o céu para um tempo de ativação e inspiração, segundo indica o site do H2O.
 

Pessoas em momento de adoração noPier49, movimento de avivamento no Rio. (Foto: Reprodução/ H2O)
 
Os interessados em fazer doações para o projeto H2O, podem entrar em contato pelo email [email protected] Já os que querem ser voluntários, basta se inscrever no site através do link http://www.h2o2015.com/inscricao/.

veja também