Cuba terá sua primeira igreja católica construída, desde a revolução de 59

O templo será financiado por cubanos que vivem nos Estados Unidos

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Terça-feira, 28 Outubro de 2014 as 1:44

Cuba terá 1ª igreja católica desde a revoluçãoCuba terá sua primeira igreja católica construída, desde a revolução de 1959. O novo templo pode ser um marco da distensão da relação entre o regime castrista e o Vaticano.

“Será no município de Sandino, na província de Pinar del Río”, informou um boletim dominical da igreja, distribuído aos fiéis no final da missa.

Segundo a nota, a obra só será possível “graças à colaboração da paróquia de San Lorenzo, em Tampa, nos Estados Unidos, composta em grande parte por fiéis cubanos”.

A nova igreja terá capacidade para 200 pessoas, com uma área de 800 metros quadrados.

O padre titular da paróquia será Cirilo Castro — que apesar do sobrenome, não tem parentesco com os governantes da ilha.

Desde a revolução armada de 1959, Cuba tem declarado oficialmente um Estado ateu.

Sandino foi criada pouco tempo depois da revolução, no começo dos anos 60, e como desde então, não foram permitidas pelo governo a construção de novas igrejas a cidade acabou não tendo nenhum templo.

A Igreja Católica tinha grande influência no país, até o triunfo da revolução, mas a partir de então, a relação com o novo governo tornou-se cada vez mais conturbada.

Somente nos anos 90, o diálogo entre o Estado e membros das igreja foi retomado, por iniciativa do então presidente Fidel Castro, que inclusive permitiu a visita dos papas João Paulo II e Bento XVI à ilha.

Com informações de O Globo

veja também