Deputado evangélico fala sobre antigo filme de Xuxa e é expulso de sessão parlamentar

Em uma atitude de reivindicação, Eurico citou Xuxa como autora de uma grande violência contra crianças, em um antigo filme pornográfico.

fonte: Guiame

Atualizado: Quinta-feira, 22 Maio de 2014 as 10:29

Deputado evangélico fala sobre antigo filme de Xuxa e é expulso de sessão parlamentarNa última quarta-feira, 21/05, o deputado federal Beto Albuquerque (RS) - líder do PSB na Câmara - informou por meio de uma nota que destituiu o deputado e Pastor Eurico (PE) da Comissão de Constituição e Justiça e Cidadania da Casa após o parlamentar ter "constrangido" a apresentadora de TV, Xuxa Meneghel em sessão da Casa.

A apresentadora esteve na Comissão, para acompanhar a discussão de um projeto de lei que visa proteger crianças e adolescentes de castigos físicos, como a "Lei da Palmada" - comentada já por muitos, tempos atrás.

Em uma atitude de reivindicação, Eurico citou Xuxa como autora de uma grande violência contra crianças, em um antigo filme pornográfico.

"Essa conhecida rainha dos baixinhos que no ano de 82 provocou a maior violência contra as crianças em filme pornô", afirmou o deputado durante a sessão da CCJ.

O filme ao quel o deputado se referiu foi o intitulado "Amor estranho amor", de 1982, no qual são exibidas cenas de sexo / nudez entre a apresentadora e um garoto de 12 anos.

A apresentadora não respondeu verbalmente ao deputado, mas fez um sinal de coração com as mãos para ele. Apenas membros da CCJ têm direito à fala em reuniões ordinárias da comissão.

Dep. Eurico será substituído por Júlio Delgado (PSB - MG). Segundo a nota, a atitude de deputado e pastor foi "desrespeitosa".

Com informações da UOL

veja também