Deputados evangélicos do Pernambuco se posicionam contra leis que beneficiam o movimento LGBT

O deputado e pastor Cleiton Collins (PP) foi o primeiro a subir à tribuna para protestar contra as propostas e recebeu o apoio de outros parlamentares da bancada evangélica.

fonte: Guiame, com informações do Blog Folha

Atualizado: Terça-feira, 24 Fevereiro de 2015 as 11:16

O deputado e pastor Cleiton Collins (PP) afirmou que a nova pasta da Secretaria de Desenvolvimento Social do Pernambuco traz propostas que privilegiam o movimento LGBT
O deputado e pastor Cleiton Collins (PP) afirmou que a nova pasta da Secretaria de Desenvolvimento Social do Pernambuco traz propostas que privilegiam o movimento LGBT

Na última segunda-feira, 23/02, o deputado estadual e pastor Cleiton Collins (PP) se posicionou em seu discurso, no Estado do Pernambuco, contra fatores da nova pasta da Secretaria de Desenvolvimento Social que o governador Paulo Câmara (PSB) já anunciou que pretende criar.

Segundo o parlamentar que representou a bancada evangélica neste debate, a proposta traz em seu texto, projetos que privilegiam o movimento LGBT.

“O Executivo deveria se preocupar com temas como educação, saúde, combate às drogas e ao desemprego”, disse o parlamentar.

Outros deputados evangélicos apoiaram Collins, como no caso de Adalto Santos (PSB), que ressaltou a importância de que os direitos da família sejam preservados.

“É preciso respeitar as diferenças. Todos são iguais perante Deus”, relatou.

A proposta do governo é criar uma Secretaria Executiva para atender as minorias e inclui nesta lista, o movimento LGBT.

Na opinião do deputado Joel da Harpa (PROS), os homossexuais não nascem como minoria - o que é fato nos outros grupos previstos para serem defendidos pelo projeto. O parlamentar também destacou que a homossexualidade está ligada a orientação e não condição sexual: "podem optar por serem heterossexuais".

 

 

veja também