Detentos são batizados após estudos bíblicos, no Maranhão: "Quando sair quero fazer diferente"

Ativo há quatro meses, o “Ministério da Prisão” da Igreja Adventista Central de Imperatriz está colhendo os frutos do primeiro módulo de estudos bíblicos.

fonte: Guiame, com informações do site Notícias Adventistas

Atualizado: Quinta-feira, 28 Julho de 2016 as 1:12

Os estudos bíblicos devem continuar toda semana. (Foto: ASN).
Os estudos bíblicos devem continuar toda semana. (Foto: ASN).

Dez detentos da Central de Custódia de Presos de Justiça de Imperatriz - MA (CCPJ) foram batizados, mostrando publicamente a decisão de seguir a Cristo na última quarta-feira (27). Os internos vinham estudando a Bíblia com um grupo de voluntários todas as quartas e sextas-feiras numa sala especial.

Ativo há quatro meses, o “Ministério da Prisão” da Igreja Adventista Central de Imperatriz está colhendo os frutos do primeiro módulo de estudos bíblicos. A ação foi o primeiro batismo dentro dessa unidade prisional. Segundo o site Notícias Adventistas, o projeto trabalha com duas turmas com cerca de 20 detentos em cada uma.

Os estudos são coordenados pelo pastor Hugo Gallardo e pelo missionário Armando Mendes, além de Felipe Junior (instrutor) e mais dois voluntários. Agora as mulheres também receberão estudos bíblicos que serão ministrados por voluntárias.

Testemunhos

Recluso há quatro anos, Leandro Pereira ressaltou sobre sua alegria de renascer: “As pessoas têm uma outra visão de nós presos, eu realmente tive um encontro com Deus e hoje tenho uma nova vida em Cristo. Quando sair quero fazer diferente e espero ser aceito pela minha família e pela sociedade”, comenta.

Outro belo testemunho é o de Valter de Andrade que está encarcerado há outo meses. Ele conta que entende que Deus usa situações adversas para mostrar quem Ele é: “Estou muito feliz pelo meu batismo e me impressiona o fato de nunca terem me falado desse Jesus. A melhor coisa que aconteceu na minha vida foi eu ter vindo parar aqui, porque pude refletir e conhecer a Deus”, pontuou.

Iniciativa de Evangélicos

Diogo Franco é o chefe de segurança da CCPJ. Para ele, o trabalho dos evangélicos dentro da penitenciária é de grande importância e gera mudanças significativas: “A evangelização dos detentos é muito importante para eles e para a sociedade, porque produz mudanças de atitudes. A proposta de ministrar um curso bíblico ao invés de apenas um culto é excelente”, afirmou, acrescentando ainda que o presídio recebe com muito carinho a todos os evangélicos que se dispõem a ajudar de alguma forma.

Os estudos bíblicos devem continuar toda semana, pois os adventistas entendem que conhecer a Cristo é libertador. Para o grupo, visitar os encarcerados é “ajudar aos necessitados em suas necessidades básicas e um dever do cristão”.

veja também