Deus cresce em mim?

Essa e outras perguntas precisam inquietar em santa angústia a alma de um fiel

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Quarta-feira, 3 Dezembro de 2014 as 12:37

Deus cresce em mim?Como saber se estou no Caminho? Se a verdade que tenho como Verdade é verdadeira? Se minha fé pulsa na direção certa? Se a história que está sendo escrita pela minha vida é a melhor possível conforme Deus? Essas são perguntas que precisam inquietar em santa angústia a alma de um fiel... Mas, como aferí-las corretamente a fim de que tais angústias não consumam o ser em desânimo, pelo contrário, o despertem ao prosseguimento pacificado e motivado, edificando pedra sobre pedra no projeto chamado vida?

Uma dica preciosa é a da auto-confrontação sincera sobre "o Deus que cresce em mim..." Pergunte-se com toda sinceridade e coragem possível: Deus cresce em mim? Quem anda na graça, de fato, descansou das inquietações humanas, mas proativizou-se nas demandas divinas; seu sossego é quanto ao que não vale a pena, sua cina, todavia, é de pulsões quanto a Reino de justiça e paz do qual somos cooperadores.

Ou seja, em Deus, Deus inevitavelmente cresce em nós em abduções cada vez maiores quanto ao que é Eterno, em chamamentos cada vez mais robustos no que diz respeito ao Evangelho, em convocações cada vez mais substanciais no que seja ao AMOR. E isso precisa acontecer com você!

Esse é o caminho / Caminho! Essa é a aferição que falta ser feita na alma desnudada dos cânones (réguas) humanos.

Se Deus não estiver crescendo em você e você, por conseguinte, não estiver aspirando Seus anseios tendo Cristo como referencial missional e vicário, alguma coisa está errada, algum caminho tornou-se "descaminho", alguma significância reduziu-se a um significado pragmático e assim por diante.

NEle não há desvios, paralisações ou retrocessos... É pura e simples fome e sede de Cruz com todas as suas implicações e em jornada crescente e contínua. Pense nisso!

Por Bruno Brandão - Escritor e pastor da Igreja de Atos, em Fortaleza (CE)

veja também