"Deus criou dois e não três gêneros", diz pastor sobre caso dos banheiros transgêneros

O pastor Robert Jeffress se posicionou sobre o debate durante um recente sermão em sua igreja.

fonte: Guiame, com informações do site Christian Headlines

Atualizado: Sexta-feira, 20 Maio de 2016 as 11:19

O pastor falou claramente sobre o debate. (Foto: Reprodução/Facebook).
O pastor falou claramente sobre o debate. (Foto: Reprodução/Facebook).

O pastor Robert Jeffress deixou claro seu ponto de vista sobre o debate do “banheiro transgênero” ao dar um recente sermão em sua igreja. O site “Charisma News” relatou que Jeffress, que é o pastor da Primeira Igreja Batista de Dallas, no Texas, falou claramente sobre o debate e como ele acredita que a Palavra de Deus se posiciona sobre isso.

“Isso não é uma confusão. A bíblia é clara em Mateus 19: 4. A palavra de Deus é aplicável e diz: ‘Ele, porém, respondendo, disse-lhes: Não tendes lido que aquele que os fez no princípio macho e fêmea os fez’”, disse o pastor.

“Não está escrito na bíblia ‘masculino, feminino e ponto de interrogação’. Deus determinou quantos os sexos existem e são apenas dois e não três", disse Jeffress.

"A confusão de identidade de gênero é um transtorno emocional, que deve ser tratado profissionalmente e compassivamente," ele continuou.

"Essa tal confusão em relação a identidade de gênero não deve ser explorada por ativistas sociais, como aqueles na administração do presidente Barack Obama que querem negar a distinção entre os sexos dada por Deus. Esta é uma rebelião contra o plano de Deus".

Outros líderes

Uma série de outros líderes cristãos e legisladores republicanos, incluindo Franklin Graham e o representante de Iowa, Steve King, se manifestaram contra a administração Obama sobre as escolas públicas acomodarem os alunos transexuais.

"Que vergonha pela prefeita de Charlotte, Jennifer Roberts e pelos membros do conselho da cidade", escreveu Graham após a votação que aprovou a medida. O texto do projeto de lei diz às empresas que não será permitido que, os clientes gays, lésbicas ou transexuais sejam 'discriminados' e a lei aplica-se a lugares usados pelo público, tais como bares, restaurantes e lojas.

"O governador da Carolina do Norte, Pat McCrory foi claro, ao apontar que esta é uma má política e disse que se a cidade passar a ação legislativa imediata, esta seria provavelmente tomada pelo Estado. Espero que eles tomem medidas rápidas para derrubar essa lei perigosa ou tragam-na a um referendo para que os eleitores decidam", acrescentou o pastor que é presidente da Associação Evangelística Billy Graham.

Confira o vídeo do pastor em inglês

 

veja também