Do prefácio da manjedoura ao calvário: a Nova Aliança firmada pelo Sangue de Jesus

Antes de Cristo, os homens procuravam ter experiências com Deus - depois de Cristo, foi o próprio Deus quem buscou ter experiências "como" homem e "entre" os homens.

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Quinta-feira, 18 Dezembro de 2014 as 2:01

Do prefácio da manjedoura ao calvário: a Nova Aliança firmada pelo Sangue de JesusPactos e alianças em alguns cenários da antiguidade eram chancelados por meio de sangue.

O sangue, com símbolo maior da vida, era o elemento garantidor do cumprimento pleno dos acordos firmados.

Foi assim, pelo sangue Perfeito, que a Nova Aliança se firmou, inaugurando tanto um novo paradigma na relação com o divino como uma nova consciência diante da vida.

Antes de Cristo, os homens procuravam ter experiências com Deus - depois de Cristo, foi o próprio Deus quem buscou ter experiências "como" homem e "entre" os homens.

Seu sangue na cruz foi o elemento autenticador desse direito / privilégio - que é todo nosso - mas não sem o prefácio da manjedoura, por meio da qual Ele entendeu, desde o início, o calvário como santa obstinação.

É que no coxo entre os animais lhe fora dito pelas insinuações simplórias do contexto, que aquilo que parece ser vergonha, medo, culpa e maldição humana, é convicção, coragem glória e bênção de Deus.

Pense nisso!

Por Bruno Brandão - escritor e pastor da Igreja de Atos, em Fortaleza (CE)

veja também