Drummond na Copa

Em alguns minutos uma entrada desleal tirou nosso Neymar da Copa e a vitória deixou um gostinho amargo. “No meio do caminho tinha uma pedra.”

fonte: Guiame

Atualizado: Segunda-feira, 7 Julho de 2014 as 11:45

Drummond na Copa“Com emoção ou sem emoção?” é a pergunta que os bugueiros fazem tradicionalmente antes de iniciar o passeio por algumas dunas lá no nordeste.

Lembrei-me disso durante o segundo tempo do jogo de ontem da seleção. Após a superioridade na primeira etapa (inclusive no placar), parece que a alternativa “sem emoção” não nos foi dada. Em alguns minutos uma entrada desleal tirou nosso Neymar da Copa e a vitória deixou um gostinho amargo. “No meio do caminho tinha uma pedra.”

Passado o calor das emoções (e o sufoco do final da partida), li várias notícias sobre os últimos acontecimentos. No cardápio muitas vezes indigesto da Internet há opções variadas, de insultos racistas ao jogador colombiano ao delírio de Maradona (mais um!rsrs) afirmando que o árbitro “foi indicado pela Fifa para garantir a classificação do Brasil para a semifinal”. #loucura

Como “somos o que comemos”, preferi armazenar na mente e no coração o belíssimo gesto de David Luiz ao consolar o colombiano James. Criado em Diadema, o moleque franzino comia rapadura todos os dias para “ter mais força no futebol”. Enquanto isso, numa minúscula cidade colombiana aos pés da Cordilheira dos Andes o filho magrinho de um alcoólatra encantava os técnicos com a potência de sua perna esquerda.

Abraçados no campo, estavam unidos por um sonho que camisas diferentes não eram capazes de separar. A desclassificação da Colômbia não vai interromper a ascensão de James Rodríguez. Da mesma forma, uma vértebra fraturada não irá nos privar de tantas alegrias que Neymar ainda vai proporcionar ao país. “Nunca me esquecerei desse acontecimento na vida de minhas retinas tão fatigadas.”

Metáfora da vida, o futebol nos ensina que cada dia é um recomeço. Lágrimas derramadas nos revezes devem continuar regando os nossos sonhos. Faltam apenas dois passos para explodir o grito represado no peito. Que venham Alemanha e Argentina. Sob o comando de David Luiz, mostra a tua força, Brasil. Com muita emoção.

Por Carlos Bezerra Jr. - pastor, médico e discípulo de Jesus disfarçado de deputado. Autor de lei apontada pela Organização das Nações Unidas (ONU) como referência mundial no combate ao trabalho escravo. Criador do Programa Mãe Paulistana. Único parlamentar evangélico apontado como o melhor político de São Paulo pela ONG Voto Consciente – que fiscaliza a função pública. Casado com Patrícia Bezerra, pai da Giovanna e da Giulianna.

veja também