Durante a produção de seu novo filme, Angelina Jolie precisou "ajoelhar-se e orar por um milagre"

Produzindo o filme "Invencível", a atriz e cineasta criou um vínculo com o veterano de guerra que inspirou o seu filme, o cristão Louis Zamperini.

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Terça-feira, 9 Dezembro de 2014 as 9:09

Durante a produção de seu novo filme, Angelina Jolie precisou "ajoelhar-se e orar por um milagre"Embora não se assuma como uma adepta de qualquer religião, parece que a atriz norte-americana Angelina Jolie está vivendo uma certa proximidade com o poder da oração. Fato é que o seu novo filme "Unbroken" criou um vínculo entre a atriz e um herói da Segunda Guerra Mundial - o qual levou uma vida de devoção a Jesus.

Louis Zamperini, que morreu de pneumonia aos 97 anos em 2 de julho, foi o corredor olímpico e prisioneiro de guerra sobrevivente que inspirou a mais recente estréia na direção de Jolie. O filme é um drama de guerra baseado no best-seller "Invencível: Uma história da II Guerra Mundial sobre Sobrevivência, Resiliência, e Redenção".

O vínculo incrível entre Louis e atriz de 39 anos não só a levou a criar um filme sobre a sua jornada de vida notável, mas em última análise, também iria dar a ela, provas do poder da oração.

Enquanto dirigia uma cena em particular, em New South Whales, na Austrália, Jolie encontrou-se na necessidade desesperada de um milagre.

"Ela não era uma pessoa de fé e nunca havia orado antes, mas ela se viu na última cena do filme ... eles precisavam de luz solar para filmar essa cena muito importante e tinha havido uma tempestade que vinha acontecendo por um tempo", disse a filha de Zamperini Cynthia Garris em uma conferência de imprensa, em Nova York na última sexta-feira.

"[Angelina] disse: 'Eu não sei o que fazer, então eu vou fazer o que Louie faria'. Ela ficou de joelhos e orou por um milagre... todo mundo viu isso", ela lembrou. "A chuva parou, o sol saiu, um arco-íris saiu, ela disse: 'vamos começar este take' e eles filmaram a cena. Quando ela disse 'corta', começou a chover de novo".

O momento extraordinário, de acordo com Garris, foi um testemunho de fé do seu falecido pai e a capacidade de sua história convincente de impactar até mesmo as pessoas mais céticas.

"Ela foi movida pela fé do meu pai para tentar isso e é o que ele queria que acontecesse com as pessoas a partir do filme", explicou Garris. "Eu vou te dizer, quando meu pai morreu, estávamos todos com ele no hospital. [Angelina] chegou cerca de 45 minutos mais tarde e ela estava apontando acima dizendo: 'Eu sei que ele está lá com Deus'. Eu acho que talvez no plano de Deus para Angelina, é que ela deveria encontrar Louie e fazer este filme para encontrar o seu caminho para uma vida que abrangesse o Todo-Poderoso".

Zamperini sobreviveu a uma série de provações terríveis ao longo de sua vida, inclusive vivendo em todo o Pacífico, em uma jangada, por 47 dias após um acidente de avião. Ele também sofreu torturas nas mãos da marinha japonesa.

Foi depois relutantemente participando de uma cruzada liderada pelo evangelista Billy Graham em 1949, que Zamperini começou sua caminhada cristã e através de sua fé, ele foi capaz de perdoar aqueles que o torturaram e, depois superar suas lutas.

Jolie recentemente falou sobre sua decisão de não mergulhar profundamente nas questões da fé cristã de Zamperini no filme. Ela explicou que a produção se focou em contar a história do herói de guerra e solicitou que o tema fé seja "universal", numa tentativa de apelar a um público amplo.

"Fizemos isso de forma universal, não específicamente sobre uma fé, e isso foi algo que decidimos em acordo com Louie", disse Jolie. "Ele disse que queria que a mensagem chegue a todos. Ele disse para fazer da fé e do perdão, algo universal ... ele disse que isso tinha que se focar no alcance de todos e isso deve falar com todo mundo ... Se você estava procurando simbolismo e milagres no filme, você vai vê-los. "

Os filhos de Zamperini apoiaram a declaração de Jolie e aplaudiram releitura cautelosa da cineasta de Hollywood sobre a história seu falecido pai.

"Estamos muito felizes com isso", disse Garris, com seu irmão Luke Zamperini, acrescentando: "Eu absolutamente amo esse filme!"

"Unbroken" chega aos cinemas dos EUA, no Natal (2014) e chega às telonas brasileiras em janeiro de 2015.

Clique no vídeo abaixo para conferir o trailer legendado:

Com informações do Christian Post

*Tradução por João Neto - www.guiame.com.br 

veja também