"É satanás quem planta a dúvida", diz Joyce Meyer sobre o sofrimento

Em um blog intitulado "Por que as tempestades?", a escritora publicou nesta segunda-feira, 16/06, uma reflexão na qual comenta a insegurança humana frente à tempestades da vida.

fonte: Guiame

Atualizado: Segunda-feira, 16 Junho de 2014 as 2:31

"É satanás quem planta a dúvida", diz Joyce Meyer sobre o sofrimentoPalestrante de renome internacional e autora de diversos "best seller's", Joyce Meyer abordou um dos temas mais difíceis de apologética cristã na atualidade: "por que nós enfrentamos o sofrimento?".

Em um blog intitulado "Por que as tempestades?", a escritora publicou nesta segunda-feira, 16/06: "À medida que eu penso sobre as tempestades que todos nós enfrentamos na vida, eu posso entender por que as pessoas às vezes se perguntam: 'Por que as tempestades? Por que temos tantos problemas e lutas da vida? Por que o povo de Deus tem que lidar com tanto sofrimento?"

"Assim que eu considerei a essas perguntas, comecei a ver que satanás planta essas questões em nossas mentes. É sua tentativa de nos manter focados em nossos problemas, em vez de nos concentrarmos na bondade de Deus. Se persistirmos em fazer estas perguntas, nós talvez insinuemos que Deus pode ser o culpado por todo este sofrimento", destacou a escritora.

Meyer continuou observando que não é necessariamente "errado" questionar a Deus ou perguntar por que estamos passando por provações durante a nossa vida.

Na verdade, ela ressaltou que os salmistas, certamente, não tinham medo de questionar o Senhor durante os tempos de sofrimento, e regista a história de Lázaro em João 11, quando Marta diz ao Mestre Jesus "se tu estivesses aqui antes, meu irmão não teria ter morrido".

"Não somos muitos de nós como Marta? Queremos que nossas vidas funcionem sem problemas, e quando não o fazem, nós perguntamos 'por quê?'. Mas nós realmente queremos dizer: 'Deus, se você realmente me amasse e cuidasse de mim, isso não teria acontecido", indagou.

Em seu texto, Meyer ainda sugere que, quando clamar a Deus por uma explicação do motivo pelo qual passamos por circunstâncias terríveis, nós de fato não queremos uma resposta concisa, mas ao invés disso, o abraço reconfortante de um todo-amoroso, todo-poderoso e todo-misericordioso Deus.

"É possível que nós estejamos perguntando: 'Deus, tu me amas? Você vai cuidar de mim na minha tristeza e dor? Você não vai me deixar sozinho em minha dor, vai?'. É possível que, porque temos medo de que Deus não se importe verdadeiramente conosco, peçamos explicações", disse.

Meyer conclui sua reflexão com uma oração, compartilhando a importância de descansar na certeza de que somos amados e conhecidos por nosso Criador em um mundo incerto.

"Pai Celestial, em vez de pedir respostas para as minhas perguntas, me ajude a concentrar-me no Seu grande amor por mim. Quando Satanás tenta preencher minha mente com perguntas incômodas, ajuda-me a sentir a Sua proteção amorosa, solidária, Seus braços em volta de mim. Ajude-me sempre a mostrar a minha gratidão e devoção por tudo o que Você faz para mim. Em nome de Jesus, eu oro. Amém", concluiu.

Com informações do Christian Today

*Tradução por João Neto - www.guiame.com.br 

veja também