Eleições 2014 contarão com 270 pastores candidatos a diversos cargos

O TSE também registrou a candidatura de 32 bispos (25% a menos do que em 2010) e 16 padres (30% a menos).

fonte: Guiame

Atualizado: Quarta-feira, 30 Julho de 2014 as 9:25

Eleições 2014 contarão com 270 pastores candidatos a diversos cargosNas eleições deste ano, 270 candidatos se declararam pastores. Os dados fazem parte de uma nova pesquisa baseada em registros do próprio TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Os novos números apontam um crescimento de 40% dos líderes evangélicos buscando cargos na política, se comparados a 2010, quando 193 pessoas afirmaram exercer tal função eclesiástica.

O TSE também registrou a candidatura de 32 bispos (25% a menos do que em 2010) e 16 padres (30% a menos).

Na liderança da indicação de sacerdotes a cargos públicos sai o PSC, com 37 clérigos evangélicos - sendo um deles o Pr. Everaldo, que disputa a presidência da República levando a legenda do partido e tem 4% das intenções de voto, segundo pesquisas recentes. Outro exemplo também é o Pr. Marco Feliciano, que disputará novamente ao cargo de deputado federal pelo mesmo partido.

Já os partidos de esquerda, como o PT e o PC do B lideram as indicações de líderes católicos. O Partido dos Trabalhadores conta com a indicação de cinco padres e o Partido Comunista do Brasil, com três.

Contexto
Este aumento no número de líderes evangélicos buscando cargos públicos se desenvolve em um contexto no qual o país assiste ao crescimento da própria população evangélica, que alcançou a marca de 42,3 milhões de fiéis - cerca de 22,2% da população brasileira. Foi um crescimento de 61,5% em 10 anos.

Este crescimento já é reconhecido não somente pelos candidatos evangélicos, mas também por aqueles que não professam exatamente desta mesma fé, como no caso de Dilma Rousseff (PT), que tem no bispo Edir Macedo um grande aliado. Aécio Neves também tem marcado presença em encontros com evangélicos, como aconteceu no início deste mês, na Assembleia de Deus Belenzinho, em São Paulo, em uma reunião comandada pelo Pr. José Wellington.

Na próxima quinta-feira, 31/07, Dilma Rousseff deve estar presente na inauguração do Templo de Salomão, da Igreja Universal do Reino de Deus, em São Paulo.

O local conta com 74 mil metros quadrados de área construída e tem chamado a atenção de cristãos e não-cristãos, em diversas partes do mundo.

Histórico
Nas eleições de 2010, questões como aborto e casamento gay pautaram muitos dos debates políticos. Estipula-se que nestas eleições discussões, como a legalização da maconha também possa se juntar às questões anteriormente citadas, como temas de debates.

Com informações da UOL.com.br

veja também