Em evento internacional sobre direitos humanos com Kofi Annan e José Aznar, parlamentar cristão é destaque

Carlos Bezerra Jr. foi convidado para falar em Viena (AUT) e foi capa de jornal do país.

fonte: Assessoria de Imprensa - Carlos Alberto Bezerra Jr.

Atualizado: Sexta-feira, 9 Outubro de 2015 as 9

Carlos Alberto Bezerra Jr. tem sido uma voz em favor das vítimas do trabalho escravo em diversas partes do mundo. (Foto: Assessoria de Imprensa)
Carlos Alberto Bezerra Jr. tem sido uma voz em favor das vítimas do trabalho escravo em diversas partes do mundo. (Foto: Assessoria de Imprensa)

Em evento internacional sobre Direitos Humanos, em Viena, na Áustria, com a presença de grandes nomes mundiais da defesa de direitos como Kofi Annam e José Aznar, o destaque foi o discurso de um deputado estadual e pastor brasileiro: Carlos Bezerra Jr. Sua fala sobre escravidão moderna atraiu a imprensa local e lhe rendeu matéria de capa do jornal austríaco Daily News.

O parlamentar foi convidado pela International Bar Association (IBA), maior organização mundial de profissionais da justiça - que influencia no desenvolvimento de reforma das leis internacionais - para falar no painel “Escravidão Contemporânea: responsabilidade social corporativa e direitos humanos”.

Bezerra Jr. abordou a nova lei paulista contra o trabalho escravo, de sua autoria, que cassa o ICMS de empresas flagradas com mão de obra escrava em São Paulo, e criticou os investimentos de empresas de grande porte.

“Por que grandes empresas flagradas explorando o trabalho escravo gastam bilhões em propaganda e jogadas de marketing na tentativa de mudar a imagem pública, ao invés de investirem esses recursos em ações para dar dignidade e garantir os direitos dos trabalhadores? Por que não mudam sua forma de produção? Processam os fiscais, mas nunca punem os responsáveis pelas áreas onde ocorreram violações. É muito contraditório”, explicou.

O Daily News apresentou Bezerra Jr. como parlamentar brasileiro e ativista pelos direitos humanos com uma perspectiva diferente em relação à escravidão contemporânea. “Offering a different perspective was politician and human rights activist Carlos Bezerra Jr. of the State of São Paulo House of Representatives, who said that in São Paulo alone there are an estimated 12,000 to 14,000 sweatshops”.

Segundo depoimento de Bezerra Jr. ao tabloide, medidas contra a escravidão moderna progrediram, mas ainda há muito por fazer. “Bezerra Jr said that while the state and nation as a whole have made advances, including passing a progressive and innovative new law that introduced a public prosecution service, more needs to be done”.

Questionado sobre a repercussão de sua palestra, Bezerra Jr. explicou: “Sou um simples deputado estadual brasileiro, mas a força da mensagem de defesa da liberdade, da justiça, dos direitos humanos, e em dar voz aos que não têm, é inegável. Estou emocionado porque, graças ao apoio de todos você, pude ser um grito por justiça em nome de todos”, disse. "Corra o direito como a água, e a justiça como um rio caudaloso”, finalizou o parlamentar.

veja também