Em mensagem de Páscoa, Papa Francisco cita cristãos que continuam a sofrer perseguição

Na sexta-feira santa, o pontífice condenou o 'silêncio cúmplice' diante das barbáries cometidas aos cristãos

fonte: Guiame, com informações da BBC Brasil

Atualizado: Segunda-feira, 6 Abril de 2015 as 10:24

Papa Francisco
Papa Francisco

"Pedimos a Jesus... que alivie o sofrimento de tantos irmãos e irmãs perseguidos por causa de seu nome, assim como de todos que padecem injustamente pelas consequências dos conflitos e violência."

Essa foi a fala do Papa Francisco neste domingo (5) ao citar os milhares de cristãos que sofrem perseguição em diversos países, em sua mensagem de Páscoa.

Em mensagem feita na sexta-feira Santa, o pontífice condenou o que chama de 'silêncio cúmplice', sobre a morte de cristãos, citando, principalmente, a decapitação dos egípcios coptas e o massacre no Quênia.

O líder religiosa pediu ação da comunidade internacional a respeito da "imensa tragédia humanitária" que tem sido vista no Iraque e na Síria, além de pedir paz na Terra Santa, Nigéria, Sudão, Líbia, Ucrânia, Iêmen e República Democrática do Congo.

Francisco encerrou sua mensagem dizendo: "Pedimos por paz e liberdade para muitos homens e mulheres sujeitos a antigas e novas formas de escravidão por parte de grupos ou indíviduos criminosos. Paz e liberdade para as vítimas de traficantes de drogas, que muitas vezes estão aliados com os poderes que deveriam defender a paz e a harmonia na família. Pedimos por paz para este mundo sujeito a traficantes de armas."

 

veja também