Em novo filme, Ewan McGregor intriga cristãos ao interpretar papeis de Jesus e do diabo

Em uma entrevista para a revista Time, McGregor disse que não acha que o filme será controverso.

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Quarta-feira, 10 Dezembro de 2014 as 11:05

Em novo filme, Ewan McGregor interpreta papeis de Jesus e do diaboEwan McGregor interpreta tanto Jesus como o diabo em seu novo filme independente, "Últimos Dias no Deserto".

O filme, dirigido por Rodrigo Garcia (Albert Nobbs), foi anunciado em fevereiro deste ano, quando foi descrito como uma luta entre "um homem santo e um demônio".

Yeshua - nome hebraico, usado para se referir a Jesus no filme - é tentado pelo diabo em um "capítulo imaginado" de seus 40 dias de oração e jejum no deserto.

Em uma entrevista para a revista Time, McGregor disse que não acha que o filme será controverso.

"Não há nada que possivelmente possa perturbar as pessoas, para além da própria natureza de imaginar uma história com Jesus, que não existe nas Escrituras", disse ele. "Não há nada de ofensivo. Eu não estou preocupado com isso, porque eu acredito muito no coração do filme que fizemos".

No entanto, o ator escocês admitiu que o papel tinha sido inicialmente uma perspectiva assustadora. A fim de preparar, McGregor disse que imaginou a relação pai-filho entre Cristo e Deus Pai.

"Eu pensei: Ok, ele é um homem que está lutando para se comunicar com o pai", disse McGregor. "Eu me senti realmente pressionado a pensar que eu não estou interpretando Jesus.. Eu estou interpretando um homem cujo pai é Deus e ele está tentando falar com Seu pai. É realmente um filme sobre a relação entre pais e filhos".

Falando sobre o caráter do diabo no filme, McGregor disse que podia ser visto "como um outro lado de Yeshua talvez, uma forma de realização de sua dúvida."

Outros atotrd, como Ciarán Hinds, Ayelet Zurer e Tye Sheridan estão no elenco deste filme.

A produção será exibida no "Sundance Film Festival", que começa em 22 de Janeiro e é um dos maiores festivais de cinema independente nos Estados Unidos.

Contextualização
Este não é o primeiro filme que vem chamar a atenção de cristãos por sua abordagem "inusitada" sobre Jesus e a fé cristã. Grandes sucessos como "Noé" (já lançado) e "Êxodo: Deuses e Reis" têm marcado o ano de 2014 como um tempo controverso no relacionamento entre os cristãos e o cinema. 

As "releituras" sobre os fatos bíblicos a exposição dos pontos de vista de diretores que não têm relação com o cristianismo continuma gerando polêmica e revolta entre muitos cristãos.

Com informações do Christian Today / www.guiame.com.br 

*Tradução por João Neto - www.guiame.com.br 

veja também